Fonte: OpenWeather

    Assalto


    Jovem é baleado após sair para vender celular no Mutirão

    Vítima anunciou o aparelho celular por um site de compras e vendas e ao encontrar com o "comprador" foi vítima de uma tentativa de assalto

    | Foto: divulgação

    MANAUS -  Uma negociação  de um aparelho celular iniciada pela internet quase terminou em tragédia na tarde desta segunda-feira (26), por volta das 13h, na rua 50, do conjunto Mutirão, na Zona Norte de Manaus, quando um jovem identificado como Samuel M. D. R, de 22 anos, foi baleado em uma tentativa de assalto. 

      Conforme o padrasto da vítima, um autônomo que preferiu não se identificar, Samuel havia marcado o encontro com o suposto comprador de aparelho celular pertencente à assistência técnica onde eles trabalham e ao chegar no local, dois homens anunciaram um assalto.  

    "Quem nos informou que Samuel havia sido baleado foi uma das pessoas que ajudou a prestar socorro à ele. Quando a dupla anunciou o roubo, Samuel tentou arrancar no carro que estava, mas ainda acabou sendo baleado nas pernas e de raspão na mão. Ele saiu do local e pediu ajuda em uma via principal. Não foi levado nada durante a ação criminosa", relatou o padrasto. 

    Samuel foi socorrido e encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus. Ele deve passar por cirurgia para retirar uma bala que ficou alojada. 

    Para o padrasto dele, ficou o susto e alerta para as negociações virtuais. "Meu enteado estava trabalhando e infelizmente foi alvo dessa ação criminosa. Aconselho que quem queira fazer negociações virtuais tome cuidado e sempre marque encontro em lugares público. Trabalhamos há anos com aparelhos celulares e nunca havíamos sido alvos de criminosos", relatou. 

    O caso deve ser investigado pela Polícia Civil. Até o momento nenhum suspeito foi preso. 

    Outro crime 

    Uma venda de um aparelho celular custou a vida de Ramyss Rosas Damasceno, de 33 anos. Ele  morreu após ser abordado por dois homens e alvejado a tiros. Apesar de ter sido socorrido, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. 

    O crime aconteceu no dia 21 de maio, na travessa Inhuma, no conjunto Mutirão, no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus. Conforme a Polícia Civil, a vítima saiu acompanhada de um conhecido para vender um aparelho celular.

    "Após chegarem no local, Ramyss foi abordado por dois homens que roubaram o aparelho celular e dispararam contra o rapaz. Ele foi encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus, onde morreu", descreveu a Polícia Civil, por meio do relatório de ocorrências.

    Leia Mais

    Vídeo: criminosos assaltam moradores em praça de bairro em Manaus

    Dupla é presa após assaltar clínica odontológica em Manaus