Fonte: OpenWeather

    Assassinato


    Mãe carrega corpo de filho executado e leva para casa em Cacau Pirêra

    Testemunhas informaram terem ouvido, pelo menos, 15 tiros. A mulher foi ao local e carregou o corpo do filho até a casa dela

     

    O crime acontece na rua 6 do Distrito de Cacau Pirêra
    O crime acontece na rua 6 do Distrito de Cacau Pirêra | Foto: Cesar Gomes

    IRANDUBA - Wergerson Guimarães Silva, de 28 anos, foi assassinado a tiros nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (2), na rua 6, do Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba (município distante 27 quilômetros de Manaus). Após o crime, a mãe dele foi ao local do crime e carregou o corpo do filho para dentro de casa. 

    Conforme a mãe dele, Ronilde Guimarães Veloso, de 45 anos, a vítima é ex-presidiário e dependente químico.  Foram os próprios vizinhos que bateram na porta da casa da mulher informando que o filho dela havia morrido. Testemunhas informaram terem ouvido, pelo menos, 15 tiros. 

    "Para carregar meu filho tive que parar pelo menos quatro vezes até chegar em casa. Meu filho começou a usar drogas com 13 anos, ele era dependente químico. O recado que eu deixo é para que as pessoas vejam o outro lado, não só o lado do crime, mas vejam também a maneira triste que ele foi morto. A droga fez tudo isso com ele", lamentou a mãe. 

    O delegado Orlando Amaral, titular do Posto Integrado de Policialmento (PPI) do Cacau Pirêra, informou que após tomarem conhecimento de que a família havia removido o corpo de Wergerson, os órgãos competentes foram acionados.

    "É um jovem que já conhecemos que é apelidado de 'Chocolate' e é dependente químico. A mãe já nos acionou em algumas situações. Já temos um direcionamento da autoria deste crime e ainda iremos ouvir os familiares", explicou. 

    A mãe de Wergerson falou sobre as lembranças que vão ficar do filho. "Agradeço a Deus que ele chegou nessa idade. Para mim, ele foi um bom filho, mas a droga fez isso com ele. Cada vez que ele entrava no presídio ele saía diferente e aprendia mais coisas erradas. Desde quando ele era adolescente, eu sempre desejei que ele largasse o vício. Cheguei até a algemar ele dentro de casa para que não fosse pra rua usar drogas, mas hoje isso aconteceu com ele", lamentou.  

    O corpo de Wergerson foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) e passará por exame necroscópico antes de ser liberado aos familiares. O caso será investigado pela Polícia Civil do Amazonas.

    Leia mais:

    Sargento do Exército é morto a tiros dentro de cafeteria em Manaus

    Catador é morto ao fugir de interrogatório de criminosos em Manaus

    Criminosos usam carro para derrubar portão de casa e executam idoso