Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Em Manaus, adolescente é morta com mais de sete tiros na cabeça

    Juliana tinha apenas 16 anos, e os autores do homicídio ainda não foram identificados. O crime aconteceu no bairro Cidade de Deus, zona Norte

     

     

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros irá investigar o crime.
    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros irá investigar o crime. | Foto: Reprodução


    Manaus (AM) - A adolescente Juliana Vitória Souza da Silva, de apenas 16 anos, foi assassinada com mais de sete tiros na cabeça, na tarde deste sábado (11). O crime aconteceu na rua Canário, bairro Cidade Deus, na zona Norte de  Manaus. 

      De acordo com moradores, a menina havia se deslocado a um comércio da região, e estava retornando para sua casa quando foi surpreendida por suspeitos ainda não identificados. Em seguida, levou diversos tiros na cabeça.  

    Moradores de uma casa bem próxima ao local do assassinato afirmaram que conheciam Juliana de vista, e que se assustaram ao ouvir os disparos.

    “Nós ouvimos cerca de sete disparos e, quando saímos pelo portão, nos deparamos com a cena da menina com a cabeça cheia de tiros”, contou um morador que não quis se identificar. 

      Os policiais da 13º Companhia Interativa Comunitária (CICOM) também estiveram no local para realizar o isolamento da área. O Tenente Rafael afirmou que a equipe foi acionada e eles de dirigiram até a cena do crime: "Fomos acionados e não temos muitas informações sobre a motivação, pois os moradores fazem a ‘lei do silêncio’ aqui”, afirmou o tenente.  

    Familiares foram avisados do que aconteceu com Juliana e foram até o local do crime e se revoltaram com a cena que viram. A mãe da menina chorou em cima do corpo da filha. 


    Capa do Vídeo
    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros irá investigar o crime. | Autor: Reprodução
     


    Informações preliminares ainda indicam que a irmã da vítima possui envolvimento com o tráfico e faz uso de tornozeleira eletrônica. Ainda não se sabe se a morte da menina tem relação com os crimes da irmã. 

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros irá investigar o crime.

    Leia mais:

    II Marcha das Mulheres mobiliza 5 mil indígenas em Brasília

    Jovem é assassinada a tiros dentro de loja no Cidade de Deus

    Aleam recorre contra suspensão de CPI da AM Energia

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8