Fonte: OpenWeather

    Homicídio em boteco


    Dono de boteco é morto durante transmissão ao vivo em Manaus

    O proprietário do Boteco Jardim RestoBar foi surpreendido por dois homens que entraram no estabelecimento disfarçado de clientes

     

    A transmissão ao vivo estava sendo feita pela conta de uma banda de pagode que estava tocando no local e mostrou o momento em que os disparos começaram
    A transmissão ao vivo estava sendo feita pela conta de uma banda de pagode que estava tocando no local e mostrou o momento em que os disparos começaram | Foto: Reprodução

    MANAUS - Uma transmissão ao vivo no Instagram registrou o momento em que o proprietário do Boteco Jardim RestoBar, Raniery da Silva Pinheiro, de 40 anos, foi morto com cinco tiros na noite de domingo (12). O estabelecimento fica localizado na praça do Prosamim Mestre Chico, zona Sul de Manaus. A esposa da vítima também foi baleada. 

      A transmissão ao vivo estava sendo feita pela rede social de uma banda de pagode que estava tocando no local e mostrou o momento em que os disparos começaram. Nas imagens é possível ver os integrantes correndo para se proteger quando os tiros começaram.  

    Além disso, ainda é possível ouvir os gritos de desespero da esposa de Raniery, que também foi baleada. A mulher gritava pelo marido e pedia para que chamassem o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pois ela tinha levado um tiro. 

    De acordo com testemunhas, que estavam no local, os disparos foram feitos por dois homens que chegaram a pé na direção do Prosamin, disfarçados de clientes. Os suspeitos foram em direção ao empresário e dispararam os cinco tiros que atingiram a cabeça, costas e pernas. O homem morreu na hora. 

    A esposa do empresário foi encaminhada para o SPA da Alvorada e está internada. Não há maiores informações sobre o estado de saúde. 

    Veja o vídeo do momento: 

    Capa do Vídeo
    | Autor: Divulgação
     

    Dono de bar tinha mandado de prisão

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) informou que Raniery tinha um mandado de prisão no nome dele pelo crime de tráfico de drogas, que foi expedido em maio em nome dele. Ele era considerado foragido da justiça. 

    Além disso, o proprietário havia sido preso em dezembro de 2016 em posse de um fuzil, 69 munições e dois carregadores escondidos embaixo do flutuante, onde o empresário também era dono. 

    A motivação do crime pode ter relação com o envolvimento de Raniery com o tráfico de drogas. No entanto, ainda não há confirmação. A Delegacia de Homicídios irá investigar o caso. 

     

    | Foto: divulgação

    Restaurante se pronuncia 

    O Boteco Jardim RestoBar foi reformado há cerca de três meses. O local divulgou uma nota sobre a morte de Raniery e informou que, em decorrência do homicídio, o local ficará fechado temporariamente. 

    "O Boteco Jardim Restobar é um espaço recém reformado, pensado e idealizado para trazer lazer e entretenimento de qualidade à comunidade do bairro Cachoeirinha. Na noite deste domingo (12), infelizmente, sofreu um dos piores retratos da violência. O proprietário do espaço sofreu um fatídico atentado que o levou, infelizmente, à morte. Com profundo pesar, informamos aos nossos clientes e amigos que, infelizmente, em decorrência dessa tragédia, o local ficará fechado temporariamente".

    Leia mais: 

    Sargento do Exército é morto a tiros dentro de cafeteria em Manaus

    Vídeo mostra momento em que sargento do EB é executado em Manaus

    Homem é assassinado pelo amigo com oito facadas