Fonte: OpenWeather

    Investigação


    Empresário morto em Manaus era envolvido com tráfico, diz polícia

    A morte do empresário aconteceu durante a transmissão ao vivo de um grupo de pagode no boteco de propriedade da vítima

     

    Homem estava foragido da Polícia
    Homem estava foragido da Polícia | Foto: Divulgação /PC

    MANAUS - O proprietário do Boteco Jardim RestoBar, Raniery da Silva Pinheiro, de 40 anos, morto com cinco tiros na noite de domingo (12), estava foragido da justiça desde maio deste ano, quando foi emitido um mandado de prisão em nome dele por tráfico de drogas, segundo a Polícia.

    Além do mandado, o homem ainda tinha passagem pela polícia. A primeira vez em que foi flagrado no crime ocorreu em dezembro de 2016, quando foi preso por posse ilegal de um fuzil, 69 munições e dois carregadores escondidos embaixo do flutuante, em que era dono.

    Em março de 2020, Raniery ainda foi preso em flagrante pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) durante a desarticulação de um laboratório de drogas, que ficava na casa dele.

      Na ocasião, foram apreendidos 12 quilos de drogas, sendo que nove eram de cocaína pura e três de maconha do tipo skunk. No local, também apreenderam uma estufa, uma balança de precisão, peneiras, além de material para mistura e embalo das drogas.  

    De acordo com o delegado, Paulo Mavignier, responsável pelo caso na época, Raniery era responsável por receber as drogas, multiplicá-las e entregar para a pessoa que iria fazer a distribuição em pontos de vendas. 

    Existe a possibilidade da morte do empresário ser relacionada a um acerto de contas por tráfico de drogas. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) está investigando o crime. 

    O caso

    Uma transmissão ao vivo no Instagram registrou o momento em que Raniery foi morto com cinco tiros no boteco. O estabelecimento fica localizado na praça do Prosamim Mestre Chico, zona Sul de Manaus. A esposa da vítima também foi baleada. 

      A transmissão ao vivo estava sendo feita pela rede social de uma banda de pagode, que estava tocando no local e mostrou o momento em que os disparos começaram. Nas imagens é possível ver os integrantes correndo para se proteger quando os tiros começaram e os gritos de desespero da esposa de Raniery, que também foi baleada.  

    De acordo com testemunhas, que estavam no local, os disparos foram feitos por dois homens que chegaram a pé na direção do Prosamin, disfarçados de clientes. Os suspeitos foram em direção ao empresário e dispararam os cinco tiros que atingiram a cabeça, costas e pernas. O homem morreu na hora. 

    A esposa do empresário foi encaminhada para o SPA da Alvorada e está internada. Não há maiores informações sobre o estado de saúde. 

    O Boteco Jardim RestoBar foi reformado há cerca de três meses. O local divulgou uma nota sobre a morte de Raniery e informou que, em decorrência do homicídio, o local ficará fechado temporariamente. 

    Veja o momento do tiroteio 

    Capa do Vídeo
    | Autor: Divulgação
     

    Leia mais: 

    Professor de zumba morre após ser baleado em assalto no Novo Aleixo

    Homem é assassinado pelo amigo com oito facadas

    Sargento do Exército é morto a tiros dentro de cafeteria em Manaus