Fonte: OpenWeather

    Bullying nas escolas


    SSP-AM realiza ação contra bullying após ameaça de massacre em Manaus

    Um dos objetivos da visita é a repressão à prática de bullying nas escolas

     

    A visita, que aconteceu por determinação do secretário de Segurança Pública, general Mansur, vai nortear uma série de atividades que serão desenvolvidas no local a partir da próxima semana
    A visita, que aconteceu por determinação do secretário de Segurança Pública, general Mansur, vai nortear uma série de atividades que serão desenvolvidas no local a partir da próxima semana | Foto: Tarcísio Heden/SSP-AM

    Manaus (AM)- Desespero e incerteza da segurança causou pânico nos familiares de alunos da Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Áurea Pinheiro Braga, localizada no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus. 

    Um suposto estudante usou as redes sociais neste domingo (12) e informou que executaria o massacre na escola nesta quarta-feira (15). O caso ganhou repercussão nas redes e causou medo aos alunos e familiares. 

    A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio Departamento de Prevenção à Violência (DPV), realizou uma visita na escola na manhã desta segunda-feira (13).

    A visita, que aconteceu por determinação do secretário de Segurança Pública, general Mansur, vai nortear uma série de atividades que serão desenvolvidas no local a partir da próxima semana.

    De acordo com o coordenador da ação, João Ricardo, um dos objetivos da visita é a repressão à prática de bullying nas escolas.

    "

    Quando aparece qualquer temática relacionada à segurança dos alunos, nós entramos para fazermos o mapeamento da área. Na próxima semana vamos voltar para dar continuidade no nosso trabalho, que é o DPV nas escolas "

    João Ricardo, coordenador da ação

     

    As atividades são planejadas pela SSP-AM para dar suporte aos gestores das escolas.

    Segundo o diretor da EETI, William Ferreira, a parceria tem como objetivo melhorar a convivência dos alunos e reprimir o bullying no ambiente escolar.

    “É importante para extirparmos do nosso contexto escolar essa prática que abominamos. Esperamos viver em um ambiente saudável. Por isso essa parceria é tão importante”, enfatizou o gestor.

    Entenda o caso 

    O estudante relatou sofrer bullying. Segundo a publicação, o autor da mensagens tentou se matar diversas vezes. 

    O post começou a ser compartilhado e gerou medo em familiares de alunos que estudam na escola mencionada. Após publicação, o próprio perfil informou que a ameaça era brincadeira.

    A Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), emitiu nota, informando que solicitou apoio da Polícia Militar do Amazonas para inibir a ação criminosa.

    Leia a nota:

    "A Secretaria de Estado de Educação e Desporto está apurando o caso, que foi informado à Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), para investigação.

    A secretaria informa, ainda, que o perfil na rede social está sendo analisado para chegar ao autor ou autora. A partir desta segunda-feira (13), a 8a Companhia Interativa Comunitária (Cicom) dará apoio nas entrada e saída dos alunos da unidade escolar.

    Além disso, uma equipe de psicólogos da Secretaria de Educação esteve na unidade para incentivar a prática da valorização da vida e prevenção à violência e o bullying.

    A Secretaria de Educação reforça que preza pelo diálogo nas mais diversas situações cotidianas, e busca incentivar os estudantes a sempre relacionarem-se com respeito", declarou. 

    Leia mais:

    Autor de massacre em creche será julgado

    Adolescente planejava massacre em Manaus