Fonte: OpenWeather

    Revolta


    Pais pedem prisão de terapeuta que agredia crianças autistas em Manaus

    Pedidos de Justiça ocorreram na frente de delegacia em Manaus

     

    Pais pedem a prisão da profissional acusada de maus tratos
    Pais pedem a prisão da profissional acusada de maus tratos | Foto: Carlos Araújo

    MANUAS (AM) – Pais, mães e responsáveis por crianças com Transtorno do Espectro Autista em Manaus realizaram uma manifestação na frente do 22° Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro- Sul de Manaus, na manhã desta sexta-feira (8).

    O pedido era de Justiça. Segundo os familiares, as crianças foram agredidas pela terapeuta ocupacional Samia Watanabe, 44 anos. 

      O ato foi marcado por discussões e muita revolta, considerando o fato de Samia está em liberdade. De acordo com os familiares das vítimas, há vídeos que mostram as crianças sendo agredidas pela profissional.  

    A mãe de uma delas, Gabriela Oliveira, disse que os pais tomaram todas as medidas cabíveis para que a justiça seja feita.

    “Vamos ao Ministério Público se for preciso. Ela atendeu a minha filha por um ano. Ela comia o lanche da minha filha, agredia a minha filha e ninguém viu isso? Eu quero ver essa mulher presa! Eu não vou ficar calada até ver essa mulher presa", disse indignada.

     

    Os pais pedem justiça pela violência cometida contra os filhos
    Os pais pedem justiça pela violência cometida contra os filhos | Foto: Carlos Araújo

    Paulo Nobre também é pai de uma criança que fazia tratamento na clínica Speciale Multidisciplinar e demonstrou a mesma indignação.

    "

    É triste porque a gente dá duro para colocar nosso filho em uma clínica especializada. Ele foi atendido por ela há dois anos. A gente sempre perguntava o motivo do nosso filho não evoluir. Ele começou a desenvolver algumas estereotipias e movimentos repetitivos que não apresentava antes. Por meio das imagens que tivemos acesso muita coisa está explicada. Eu peço justiça, a mais severa possível. Ela pega meu filho pelo pescoço, empurra e torce o braço da criança "

    Paulo Nobre, pai

     

     

    Paulo Nobre comenta que o filho foi agredido fisicamente
    Paulo Nobre comenta que o filho foi agredido fisicamente | Foto: Carlos Araújo

    Outros pais responsabilizam, também, a clínica pelo ocorrido, devido à demora na identificação do comportamento da profissional.

    “Colocamos a criança na clínica para a segurança dela e isso era para ser acompanhado. Isso é agressão física. Ninguém vai recuperar o que nossos filhos passaram", comentou outra mãe que estava na manifestação. 

     

    Indignados, pais responsabilizam a  clínica pelas agressões
    Indignados, pais responsabilizam a clínica pelas agressões | Foto: Carlos Araújo

    Posição da Clínica

    Representando a Speciale Multidisciplinar, a advogada Simone Guerra, explicou que a clínica está prestando assistência jurídica às famílias e que tem interesse na punição de Samia Watanabe.

    “Em junho deste ano, a proprietária da clínica começou a perceber um comportamento estranho da terapeuta com os funcionários e perguntou se ela estava com problemas e foi afastada. O lugar era alocado para Samia para realização das consultas. Uma mãe pediu para que pudéssemos fazer uma apuração. A clínica coletou as imagens da câmera de segurança e, quando tivemos acesso, viemos para a polícia e estamos acompanhando caso a caso”, explicou. 

     

    Dra, Simone Guerra, advogada, afirmou que a Speciale tem interesse na punição de Samia e que o espaço tem prestado apoio jurídico às famílias.
    Dra, Simone Guerra, advogada, afirmou que a Speciale tem interesse na punição de Samia e que o espaço tem prestado apoio jurídico às famílias. | Foto: Carlos Araújo

    Acompanhe a manifestação com o repórter Carlos Araújo: 

    Manifestação na frente do 22 DIP pede justiça para crianças autistas maltratadas em terapia | Autor: Portal Em Tempo
     

    Leia mais: 

    Vereadora Thaysa pede cassação do registro de fisioterapeuta em Manaus

    Programa Criança Protegida começa a ser implantado no Amazonas

    Ônibus escolar tomba com 13 estudantes após forte chuva no Amazonas