Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Homem apontado como assassino de Romarinho Mec é preso em Manaus

    A ação foi deflagrada por policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros

     

    O suspeito foi levado para a sede da DEHS
    O suspeito foi levado para a sede da DEHS | Foto: Jander Robson

    Manaus (AM)  - Um homem, identificado como Augusto da Silva Canpos Jacquiminout, suspeito da morte do cantor Romário de Jesus, que tinha 27 anos, o "Romarinho Mec" ou o "Bruxo do Amazonas",  foi preso nesta quarta-feira (13), durante operação de policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    De acordo com informações preliminares, o homem foi preso em cumprimento a mandado de prisão em um condomínio na capital amazonense. Ele chegou na sede da especializada por volta das 6h30.  Maiores detalhes da operação serão repassados durante coletiva de imprensa, que deve ocorrer nesta quarta-feira (13).

    O caso

    O crime aconteceu na rua Natividade, no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus, por volta das 5h da madrugada do dia 9 de setembro deste ano. O cantor tinha acabado de sair de um show, onde também comemorou o aniversário com fãs e familiares.

    Além dele, um homem de 24 anos, identificado como André, também foi atingido. Conforme a Polícia Militar, os dois estavam em um veículo modelo Hyundai HB20 Sedan,  modelo PHG-4832, quando foram surpreendidos por tiros de fuzil e pistola. 

    Segundo informações da polícia, Romário foi socorrido ainda com vida. Ele sinalizava e conversava com os profissionais que prestaram os primeiros atendimentos. 

    Os familiares informaram de início que não se tratava de uma execução, mas um assalto. "Me passa o que tu tem aí. Disseram. Não foi encomendado. Foi um assalto e mataram ele", disse a esposa do cantor.

    Morte em velório

    A despedida do cantor Romário de Jesus foi marcada por mais violência. O velório do artista amazonense estava marcado para acontecer no início da noite do dia 9 deste mês, mas antes mesmo do começo da cerimônia, no Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba (distante 27 quilômetros da capital),  um tiroteio causou um novo rastro de sangue. 

    Marco Ilguinner Paiva de Menezes, 24 anos, amigo do cantor, foi executado durante um ataque criminoso ocorrido na localidade.

    Leia mais:

    Corpo de Romarinho Mec é sepultado em Manaus com homenagens de amigos

    "Picolé" afirma que Romarinho Mec já estava marcado para morrer

    Vídeo: PM afirma prisão de suspeitos da morte de Romarinho em Manaus