Fonte: OpenWeather

    ABUSO SEXUAL


    Homem é preso em Manacapuru por abusar de filhas e enteada

    Crianças relataram que os abusos sexuais começaram há mais de 10 anos

     

    Delegada Roberta Merly.
    Delegada Roberta Merly. | Foto: Divulgação/PC-AM

    Manacapuru (AM) - A Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru (distante 68 quilômetros da capital), cumpriu na tarde da última segunda-feira (11/10), mandado de prisão preventiva em nome de um homem de 38 anos, pelo crime de estupro de vulnerável, praticado contra suas duas filhas e uma enteada, quando as vítimas tinham entre 6 e 8 anos. O crime aconteceu há mais de dez anos, naquele município.

    De acordo com a delegada Roberta Merly, titular da DEP, o indivíduo foi preso no bairro da União.

      As investigações em torno do caso iniciaram após a companheira do infrator, mãe das três meninas, comparecer à delegacia para denunciar o crime, no dia 4 de outubro deste ano.  


    "

    A mais velha das três meninas hoje tem 20 anos, e as outras duas têm 12 e 14 anos. O caso veio à tona quando a mais nova delas resolveu contar para mãe sobre o fato e, consequentemente, a genitora nos procurou na delegacia. Diante dos fatos, pedimos à justiça pela prisão preventiva do indivíduo. "

    delegada Roberta Merly, titular da DEP

     

    Conforme a autoridade policial, a jovem e as adolescentes foram ouvidas na delegacia e, em seguida, encaminhadas ao hospital do município para realizarem exames de conjunção carnal e atendimento psicossocial.

    A delegada informou ainda que o mandado de prisão em nome do indivíduo foi expedido no dia 9 de outubro deste ano, pelo juiz David Nicollas Vieira Lins, da Vara da Comarca de Manacapuru.

    "

    Com a ordem judicial decretada, nós nos deslocamos até o endereço dele, no bairro da União, e efetuamos sua prisão. "

    delegada Roberta Merly, titular da DEP

     

    Procedimentos

    O homem responderá pelo crime de estupro de vulnerável e ficará custodiado na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

    Leia mais:

    Ginecologista suspeito de abusos sexuais é novamente preso

    Jogadoras da Venezuela denunciam anos de abuso de ex-técnico

    Homicídio de pediatra pode ter relação com denúncia de abuso sexual