Fonte: OpenWeather

    Segurança pública


    Número de roubos cresce 7% de janeiro a setembro de 2021 em Manaus

    Capital amazonense registrou mais de 27 mil roubos neste ano

    Os números também cresceram no interior do Amazonas | Foto: Divulgação

    MANAUS (AM) - O número de roubos em Manaus aumentou 7% nos noves primeiros meses de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Foram 25,8 mil roubos de janeiro a setembro de 2020 e 27,7mil no mesmo período de 2021.

      Os números também cresceram no interior do Amazonas. Em 2020 foram registrados 639 casos de roubos (de janeiro a setembro deste ano) e em 2021 foram 823 roubos.  

    Trabalhar em comércios virou uma missão árdua, conforme empresários e donos de mercadinhos que atuam em Manaus, a falta de segurança e impunidade estão fazendo com que os comerciantes trabalhem sob o medo e pensem em fechar as portas.

    Na última segunda-feira (18), por exemplo, mais uma ação criminosa foi registrada por câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais da capital amazonense. Dois homens armados tocaram o verdadeiro terror em um mercadinho, no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus. O atendente do caixa do comércio é surpreendido pelos dois suspeitos. Um deles está vestido com uma camisa de mototaxista e com um capacete na cabeça. Já o outro está de camisa preta e boné. Muito violentos, os suspeitos ameaçam a vítima com uma arma de fogo e puxam a gaveta do caixa para recolher toda a renda do local.

    Para a comerciante Ana Oliveira,  proprietária de uma loja de alimentos na Zona Norte de Manaus, há um medo por parte dos funcionários ao observar que os comércios nas redondezas estão sendo assaltados.

    “Nós fomos assaltados ano passado, eles vieram armados e chegaram próximo do nosso horário de encerramento. Neste ano, nós só ouvimos falar de vários comércios sendo assaltados aqui por perto, isso nos deixa cada vez mais em alerta”, conta.

     Latrocínios

     

    Dona de mercadinho é morta por criminosos em assalto em Manaus
    Dona de mercadinho é morta por criminosos em assalto em Manaus | Foto: Bianca Fatim

    Já em relação ao latrocínio, roubo seguido de morte, os números deste ano superam os dados dos dois anos anteriores. Neste ano, foram registradas 30 ocorrências, enquanto o número de casos em 2020 ficou em 23 e, em 2019, 29.

    Um exemplo triste de latrocínio foi o que ocorreu na última quinta-feira (14). A comerciante Luzenilda Oliveira Silva Araújo, de 42 anos, morreu após ser baleada em seu mercadinho, no bairro Nossa Senhora de Fátima, Zona Norte de Manaus. O marido dela ficou ferido. Os criminosos fugiram.

    Câmeras de segurança registraram o momento em que criminosos, que estavam a pé, invadiram o comércio, em que Luzenilda e o marido estava, e, em pouco menos de um minuto, saíram correndo após efetuarem os disparos.

    “Estamos trabalhando às cegas”

    Para o especialista em segurança pública, Walter Cruz, o problema é que até agora não há um plano de gestão da segurança. Cruz diz que sem um plano as instituições não têm um foco para seguir e isso dificulta muito os trabalhos dos policiais.

    “Estamos trabalhando aí, na verdade, sempre de maneira reativa e não proativa. Para se ter uma ideia, até fevereiro deste ano, não tínhamos um plano estadual de segurança pública”, revela.

    O especialista destaca a importância de reforçar a companhia interativa comunitária, melhorar o trabalho do comandante de monitoramento da área e principalmente cobrar dos delegados as investigações nas suas áreas, além de aumentar o tempo das delegacias abertas. “Hoje só temos metade das delegacias abertas durante a semana e nos fins de semana apenas 10% a 15%”.

    Concurso

    Há uma promessa de concurso público neste ano para as áreas de segurança pública. De acordo com o especialista, até chegar o novo concurso, seria necessário realizar um trabalho extenso nos bairros trabalhando com os conselhos comunitários e fazendo com que as informações chegassem da melhor maneira até aos policiais. “Faria um plano emergencial, sentaria para conversar com todo mundo PC, PM e verificaria o problema das escalas de serviço. Sem isso, estaremos trabalhando às cegas”.

    Leia Mais

    Vídeo: suspeitos armados tocam o terror em mercadinho de Manaus

    Vídeo: dona de mercadinho é morta por criminosos em assalto em Manaus