Fonte: OpenWeather

    Acusação


    Pastor evangélico do Pará é denunciado por estupro de jovens da igreja

    Um dos abusos foi cometido em um retiro, quando a vítima tinha apenas 9 anos de idade

     

    O religioso é acusado por pelo menos três vítimas
    O religioso é acusado por pelo menos três vítimas | Foto: Reprodução

    ALTAMIRA (PA) - O pastor evangélico, José Dorivaldo Teixeira, foi denunciado por três pessoas por abuso sexual, em Altamira, no Pará. Em um dos casos, uma das mulheres, atualmente com 20 anos, relatou abusos desde quando era adolescente, quando tinha 14 anos. 

      Outra vítima, com 18 anos de idade atualmente, afirmou que o religioso a abusou desde quando era uma criança e tinha 9 anos. Em um depoimento, a vítima contou que o crime foi cometido em um retiro, quando o pastor se aproveitou do momento em que os dois entraram em um rio.  

    Em outra oportunidade, o religioso teria usado o cargo e teria dito que o abuso sexual era "para o bem" da vítima e, depois, afirmava: "vamos orar", mesmo com a menina implorando para que não houvesse a relação. 

    A advogada  de uma das jovens, afirmou que o caso não foi divulgado antes porque a vítima teria sido coagida pelo pastor. As outras vítimas e testemunhas estão sendo ouvidas para comprovar as denúncias.

    De acordo com a Polícia Civil do Pará foi instaurado inquérito e que todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Altamira e será investigado. 

    Segundo a Igreja do Evangelho Quadrangular, o pastor "foi afastado de todas as funções ministeriais desde 08 de novembro, por tempo indeterminado". A nota da igreja, porém, não informou a motivação da saída do pastor. 

    *Com informações do Primeiro Impacto

    Leia mais: 

    Pastor acusado de estuprar criança de 4 anos é preso no RJ

    Pastor que estuprou fiel durante oração coloca culpa no diabo

    Pastor é acusado de abusar de pelo menos oito meninos em Manaus