Fonte: OpenWeather

    Intervenção policial


    Sequestrador de grávida morre após trocar tiros com a PC em Manaus

    De acordo com a Polícia Civil (PC), o suspeito estava envolvido com sequestro de grávida ocorrido na Zona Norte e tinha ligação com uma facção criminosa

     

    Tiroteio ocorreu na tarde desta quarta (1º)
    Tiroteio ocorreu na tarde desta quarta (1º) | Foto: Reprodução

    Manaus (AM) - Um suspeito que ainda não teve a identidade divulgada morreu, na tarde desta quarta-feira (1°), após trocar tiros com agentes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (FERA) da Polícia Civil. O homem tinha envolvimento com o caso do sequestro de uma adolescente grávida ocorrido em outubro deste ano, na Zona Norte de Manaus. 

      De acordo com as autoridades, o suspeito tinha ligação com uma facção criminosa e também estava envolvido em ataques ocorridos na capital no mês de junho deste ano. Ele reagiu à abordagem policial e apesar de ter sido socorrido ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, não resistiu.  

    O corpo do homem foi levado ao necrotério da unidade hospitalar e removido pela equipe do Instituto Médico Legal. Mais detalhes do caso serão repassados pela Polícia Civil em coletiva que deve ocorrer na manhã de quinta-feira (2).

    Sequestro de grávida

    O sequestro de uma adolescente grávida, de 15 anos, na manhã do dia 9 de outubro, mobilizou policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e o Grupo Fera, que localizaram o cativeiro onde ela estava sendo mantida, no bairro Cidade de Deus. Na ação de resgate, um dos criminosos entrou em confronto com a polícia e foi morto.

    Conforme explicou o delegado Juan Valério, os sequestradores exigiam da família um valor de R$100 mil para liberar a adolescente do cativeiro. Ele também informou que os criminosos mandaram fotos do local onde a garota era feita refém. 

    Leia mais 

    Corpo de homem é encontrado em frente a supermercado em Manaus

    Homicídios disparam em Manaus e têm alta de 55% em um ano, segundo SSP

    Pistoleiros saem de beco e executam homem no bairro da Compensa