Fonte: OpenWeather

    Operação Policial


    PRF inicia Operação Nossa Senhora Aparecida nas rodovias federais

    Fiscalização nas estradas vai até a noite de segunda-feira

    De acordo com a corporação, o foco será em irregularidades como velocidade acima do permitido, embriaguez ao volante e ultrapassagens em desacordo com as regras
    De acordo com a corporação, o foco será em irregularidades como velocidade acima do permitido, embriaguez ao volante e ultrapassagens em desacordo com as regras | Foto: (Arquivo/Agência Brasil)

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abriu, nesta sexta-feira (9), a Operação Nossa Senhora Aparecida nas estradas e rodovias sob controle do governo federal em todo o país. A ação permanecerá até a noite de segunda-feira (12).

    A maior movimentação nas estradas estava prevista para o fim da tarde e início da noite de hoje e a manhã de sábado (10), quando as pessoas se deslocam para os locais de permanência no feriado, e na tarde e noite de segunda-feira, quando a maioria volta para casa.

    Em razão disso, veículos com excesso de peso não poderiam trafegar pelas pistas simples entre as 16h e as 22h desta sexta-feira e as 6h e as 12h de sábado e das 16h às 22h na segunda-feira.

    As equipes da PRF estão em campo para intensificar a fiscalização de desrespeito às normas de trânsito rodovias federais. De acordo com a corporação, o foco será em irregularidades como velocidade acima do permitido, embriaguez ao volante e ultrapassagens em desacordo com as regras. Também será dada atenção para o transporte de crianças.

    Recomendações

    Como em outros feriados com grande movimentação nas estradas, a PRF recomenda medidas para evitar qualquer tipo de problema durante a viagem, entre as quais o respeito às leis de trânsito, especialmente em relação aos limites de velocidade e à proibição de dirigir depois de consumir bebidas alcoólicas.

    Para além da conduta ao volante, é importante cuidar do carro. Antes de pegar a estrada, é importante fazer uma revisão, checar o estado dos pneus e a calibragem, o nível de óleo no motor e a sinalização do carro.

    A corporação sugere que os motoristas evitem os horários de pico, quando a movimento nas pistas é maior e o risco de acidentes cresce. Em viagens mais longas, é importante evitar dirigir cansado e parar a cada três ou quatro horas.