Golpe na internet


Filha de Belo é presa por integrar quadrilha de golpes eletrônicos

A quadrilha, que a jovem é acusada de participar, é ligada ao Comando Vermelho

 

A filha de Belo vai responder pelo crime de organização criminosa
A filha de Belo vai responder pelo crime de organização criminosa | Foto: Reprodução

A filha caçula do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, foi presa acusada de integrar uma quadrilha especializada em golpes por meio eletrônico. Isadora foi presa  junto com outras 11 mulheres nesta quarta-feira (11), pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), no Rio. 

A quadrilha cujo Isadora é integrada, é ligada à maior facção criminosa do Rio, o Comando Vermelho, que fatura entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês com esses crimes.

Ao jornal O Globo, Belo disse que estava “muito surpreso e arrasado”. 

“Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”, disse o cantor que tem outros três filhos. 

De acordo com a polícia, a estudante de odontologia e as outras 11 mulheres são suspeitas de serem responsáveis por induzir as vítimas a repassarem seus dados bancários e a entregarem seus cartões a outros integrantes do grupo.

| Foto: Divulgação

A prisão foi feita em flagrante após uma denúncia anônima, que permitiu que os policiais do DCOD encontrassem a “central” dos golpes, na Barra da Tijuca. Com isadora, foram apreendidos um iPhone, avaliado em R$ 4 mil, e um notebook. A filha de Belo vai responder pelo crime de organização criminosa.

* Com informações do site O Globo

Leia mais: 

Anitta rebate informação sobre ter ficado careca para o candomblé

Rafa Kalimann é pedida em namoro com música e fogos de artifício

DJ Alok ilumina o céu de Manaus com lasers na próxima segunda (16)