Fonte: OpenWeather

    Crime


    Homem provoca aborto de namorada, paga fiança e é solto

    Giuliano Augusto Trondoli Cunha foi denunciado e não poderá se aproximar da vítima ou de pessoas ligadas ao processo

    O denunciado colocou três comprimidos de um medicamento popularmente conhecido por provocar aborto na vítima sem que ela soubesse
    O denunciado colocou três comprimidos de um medicamento popularmente conhecido por provocar aborto na vítima sem que ela soubesse | Foto: Reprodução

    A Justiça denunciou um homem por provocar um aborto sem consentimento na então companheira. O crime ocorreu no dia 14 deste mês. 

    Tamires Silva da Cruz, de 32 anos, estava grávida de três meses e namorava Giuliano Augusto Trondoli Cunha, de 28, desde o início do ano.

    A vítima descobriu que estava à espera da criança em setembro. Cunha, ao saber da notícia, sugeriu que o bebê fosse retirado do útero ou doado.

    Para realizar o crime, o denunciado colocou três comprimidos de um medicamento popularmente conhecido por provocar aborto na vítima sem que ela soubesse. No dia seguinte, segundo o Boletim de Ocorrência (B.O), Tamires passou mal e, em consulta médica, descobriu o óbito do feto.

    Cunha foi preso em flagrante com 4 remédios, mas pagou fiança de R$ 10 mil e foi solto. A pena para o crime de aborto sem permissão da gestante é de 3 a 10 anos de reclusão.

    Além da denúncia, o promotor responsável pelo caso solicitou a concessão de uma medida protetiva de urgência para impedir que o homem se aproxime da vítima, de familiares ou testemunhas do caso.