Fonte: OpenWeather

    Audácia


    Conheça os dez maiores roubos da história do Brasil e do mundo

    Crime que ocorreu na madrugada desta terça-feira, em Criciúma, deve entrar na lista dos maiores assaltos do país

    Toda a cidade de Criciúma, no sul de Santa Catarina, ficou em situação de alerta
    Toda a cidade de Criciúma, no sul de Santa Catarina, ficou em situação de alerta | Foto: Divulgação

    Uma quadrilha de assaltantes causou pânico e deixou toda a cidade de Criciúma, no sul de Santa Catarina, em situação de alerta na madrugada desta terça-feira (1º). De acordo com a Polícia Civil, R$ 810 mil foram apreendidos até o momento e quatro pessoas foram presas em flagrante, no maior roubo registrado no estado catarinense. 

    No entanto, a quantia levada não supera outros cinco crimes que ocorreram na história recente do país, como o famoso assalto ao Banco Central, em Fortaleza, o roubo de 718 quilos de ouro no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, e o saque a 171 cofres particulares em uma agência bancária na Avenida Paulista, em São Paulo. Tampouco ultrapassa os valores do roubo aos artefatos históricos do Museu Green Vault, na Alemanha, e a Loja Harry Winston, na França.

    Em São Paulo, e levaram cerca de R$ 500 milhões em joias e dinheiro de 171 cofres particulares
    Em São Paulo, e levaram cerca de R$ 500 milhões em joias e dinheiro de 171 cofres particulares | Foto: Divulgação

    Cinco maiores assaltos do Brasil:

    1. Banco Itaú na Avenida Paulista - 500 milhões

    Durante a madrugada do dia 28 de agosto de 2011, doze criminosos invadiram a agência do Banco Itaú, localizada na Avenida Paulista, em São Paulo, e levaram cerca de R$ 500 milhões em joias e dinheiro de 171 cofres particulares.  

    Segundo as investigações, a quadrilha conseguiu desligar as câmeras de segurança e os alarmes para realizar a ação, que levou cerca de 10 horas. Contudo, o crime só foi descoberto pelas autoridades locais e pela instituição bancária oito dias depois.

    Cinco integrantes do grupo foram condenados, entre eles João Paulo dos Santos, líder da ação.

    2. Banco Central em Fortaleza - R$ 164,7 milhões

    O grupo levou três meses para construir um túnel de 75 metros entre uma casa usada como sede e a agência bancária
    O grupo levou três meses para construir um túnel de 75 metros entre uma casa usada como sede e a agência bancária | Foto: Divulgação

    Em agosto de 2005, criminosos invadiram o caixa-forte do Banco Central, em Fortaleza, no Ceará. Para a realização do assalto, o grupo levou três meses para construir um túnel de 75 metros entre uma casa usada como sede e a agência bancária. 

    Toda a quantia foi levada em dinheiro vivo, composta por cédulas de R$ 50, fazendo com que a gangue transportasse mais de 80 toneladas ao longo da passagem subterrânea. O crime foi descoberto dois dias depois e ao menos 100 pessoas foram denunciadas por participação direta ou indireta na ação. Somente R$ 60 milhões do valor total foram recuperados. 

    3. Roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos - R$ 110 milhões 

    Na ocasião, o grupo levou 718,9 kg de ouro, avaliados em US$ 29,2 milhões de dólares
    Na ocasião, o grupo levou 718,9 kg de ouro, avaliados em US$ 29,2 milhões de dólares | Foto: Divulgação

    Oito criminosos invadiram o terminal de carga do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na tarde do dia 25 de setembro de 2019. Na ocasião, o grupo levou 718,9 kg de ouro, avaliados em US$ 29,2 milhões de dólares, o equivalente a cerca de R$ 110 milhões. 

    Além disso, os ladrões roubaram 15 kg de esmeraldas, relógios e correntes da marca Louis Vitton e outros 51 kg de ouro de outra transportadora. O assalto durou apenas dois minutos e ninguém ficou ferido durante a ação. Um ano após o crime, o material nunca foi localizado pela polícia paulista. 

    4. Assalto a Prosegur em Ribeirão Preto - R$ 50 milhões

    O crime, que aconteceu em julho de 2016, terminou com um policial rodoviário morto
    O crime, que aconteceu em julho de 2016, terminou com um policial rodoviário morto | Foto: Divulgação

    Cerca de 20 homens realizaram um ataque contra a empresa de transporte de valores Prosegur, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. O crime, que aconteceu em julho de 2016, terminou com um policial rodoviário morto após uma intensa troca de tiros no local. 

    Segundo as autoridades locais, o grupo conseguiu levar aproximadamente R$ 50 milhões. 

    5. Banco do Brasil em Botucatu - R$ 2 milhões 

    A ação terminou com um membro da quadrilha morto
    A ação terminou com um membro da quadrilha morto | Foto: Divulgação

    Em 30 de julho deste ano, um grupo de assaltantes fortemente armados com fuzis e metralhadoras, invadiu uma agência bancária do Banco do Brasil, em Botucatu, no interior de São Paulo. Na ocasião, os criminosos conseguiram fugir com R$ 2 milhões. 

    De acordo com a Polícia Civil, o valor total do roubo era de R$ 3,6 milhões, dos quais R$ 1,6 milhão foi recuperado pelas equipes. A ação terminou com um membro da quadrilha morto e dois policiais militares feridos. 

    Cinco maiores roubos no mundo:

    1. Museu Green Vault na Alemanha - R$ 4,6 bilhões 

    O local foi invadido por criminosos que, após atearem fogo em uma ponte próxima
    O local foi invadido por criminosos que, após atearem fogo em uma ponte próxima | Foto: Divulgação

    Em novembro de 2019, a Alemanha vivenciou o que pode ser considerado um dos maiores roubos da história: cerca de 1 bilhão de euros (equivalente a R$ 4,6 bilhões) em artefatos históricos foi levado do Museu Green Vault. 

    O local foi invadido por criminosos que, após atearem fogo em uma ponte próxima ao museu, conseguiram danificar o sistema de energia elétrica da região e adentraram na instituição. À época, a direção do Green Vault revelou à imprensa alemã que mais de 110 objetos foram roubados, entre diamantes, rubis e esmeraldas. 

    2. Crime em Cannes - R$ 673 milhões 

    O crime aconteceu em 2013 e, até hoje, os itens não foram recuperados
    O crime aconteceu em 2013 e, até hoje, os itens não foram recuperados | Foto: Divulgação

    Um homem, com o rosto coberto por uma máscara e utilizando luvas nas mãos, entrou armado em uma exposição da Joalheria Laviev e roubou 72 peças que estavam no local. O crime aconteceu em 2013 e, até hoje, os itens não foram recuperados.

    Na época, o prejuízo foi avaliado em US$ 128 milhões, o equivalente a mais de R$ 673 milhões. 

    3. Museu Isabella Stewart Gardner em Boston - R$ 262 milhões 

    Os criminosos conseguiram render os seguranças e efetuaram o roubo de 13 obras
    Os criminosos conseguiram render os seguranças e efetuaram o roubo de 13 obras | Foto: Divulgação

    Em 1990, uma dupla de assaltantes trajados de policiais abordaram os vigias do Museu Isabella Stewart Gardner, em Boston, sob a alegação de que tinham recebido uma reclamação de perturbação ao sossego. Nesse momento, os criminosos conseguiram render os seguranças e efetuaram o roubo de 13 obras, avaliadas em US$ 500 milhões (cerca de R$ 262 milhões) que nunca foram recuperadas. 

    4. Joalheria Harry Winston na França - R$ 340 milhões 

    Em 2008, quatro homens armados invadiram a joalheria Harry Winston, localizada em Paris, e renderam todos os funcionários. A ação, que durou somente 20 minutos, causou um prejuízo de US$ 108 milhões (R$ 340 milhões). 

    5. Roubo do Aeroporto Internacional John F. Kennedy em Nova York - R$ 110 milhões 

    Em 1978, um grupo de assaltantes invadiu o Aeroporto Internacional John Kennedy e arrombaram um cofre da companhia aérea alemã Lufthansa. Entre os objetos roubados estavam joias e dinheiro em espécie, avaliados em US$ 21 milhões de dólares, cerca de R$ 110 milhões. 

    Leia mais 

    Bomba, tiros, reféns e dinheiro no chão: Criciúma tem noite de terror

    Grupo assalta banco em Criciúma com comparações a 'La Casa de Papel'