Fonte: OpenWeather

    Assédio


    Mulher é assediada por 40 minutos em ônibus e filma ação

    Vítima enviou vídeo e número do telefone para a polícia, que investiga o caso

    As gravações e o número do suspeito foram repassados à Polícia Civil
    As gravações e o número do suspeito foram repassados à Polícia Civil | Foto: Divulgação

    Uma técnica de enfermagem de 20 anos fez uma denúncia informando que foi assediada durante 40 minutos dentro de um ônibus, em Belo Horizonte. Toda a ação do suspeito foi filmada por ela.

    A jovem estava indo trabalhar e entrou no ônibus que estava praticamente vazio e faz o trajeto de Sabará, na região metropolitana, até a capital mineira. Após alguns minutos, um dos passageiros se sentou ao lado dela, dando “cantadas”  e tocando no corpo dela.

    Sem que o homem percebesse, a técnica de enfermagem ligou a câmera a vítima ligou a câmera e gravou as falas do suspeito. O homem chegou a pedir para que ela tirasse a máscara de proteção para poder “ver o sorriso” dela e beijá-la. Ele segurou e beijou a mão dela, além de cheirar o pescoço da vítima e falar que, a partir de então, eles tinham um “relacionamento”.

    Ao tentar sair da cadeira, a mulher foi impedida pelo homem que bloqueou a passagem e pediu o número dela. A vítima até tentou passar um número falso, mas o suspeito percebeu e ela decidiu passar o número correto. Logo depois, ele desceu do ônibus e, em mensagens, cobrou respostas da vítima. As gravações e o número de telefone do suspeito foram entregues a Polícia Civil. Como o homem ainda não foi identificado, a mulher se sente insegura e diz ter medo de pegar outro coletivo.