Fonte: OpenWeather

    Violência


    Gamer mata amiga na vida real após ela desistir de pacto; veja vídeos

    Guilherme Alves, de 18 anos, planejou o crime por duas semanas, escreveu livro e confessou ter matado a garota a golpes de faca e espada

     

    O caso ocorreu em Pirituba, na zona norte de São Paulo
    O caso ocorreu em Pirituba, na zona norte de São Paulo | Foto: Divulgação

    Guilherme Alves Costa, de 18 anos, que matou a amiga Ingrid Oliveira Bueno da Silva, de 19 anos, a facadas e golpes de espada. Em depoimento à polícia o suspeito disse que ela "atravessou o seu caminho". Os dois jogavam videogame juntos.

    O suspeito gravou e confessou o crime e afirmou que estava planejando a ação há duas semanas. "Minha sanidade mental tá completamente apta. Eu quis fazer isso", falou aos policiais no momento da prisão.

    O caso ocorreu em Pirituba, na zona norte de São Paulo, e chocou a família e os moradores da região. Testemunhas disseram que a garota conheceu o suspeito em jogos na internet. De acordo com as investigações, no mesmo dia em que eles se conheceram, dormiram juntos na casa do acusado.

    Guilherme contou que ambos tinham feito um pacto para assassinar os religiosos e, consequentemente, acabar com o cristianismo, mas como a vítima desistiu da ideia, foi atacada na região do peito com um punhal que seria usado para assassinar os sacerdotes.

    Segundo a mãe de Guilherme, Maria Rita Alves, ele era um bom filho e todos gostavam dele. "Sem palavras, todo mundo aqui gostava dele. O filho que eu criei não foi esse, não foi", revelou.

    Veja a reportagem