Fonte: OpenWeather

    Loba do Tinder


    Pedido de liberdade para ‘Loba do Tinder’ é negado pela Justiça do DF

    Ela foi presa em março por enganar mais de 100 vítimas, entre elas um delegado da Polícia Federal, de quem extorquiu R$ 50 mil

     

    Segundo a defesa, há ausência dos requisitos para a manutenção da prisão
    Segundo a defesa, há ausência dos requisitos para a manutenção da prisão | Foto: Reprodução

     

    O pedido de liberdade formulado pela defesa de Patrícia Coutinho Pereira, de31 anos, conhecida como a Loba do Tinder, foi negado pela 1ª Vara Criminal do Gama, do Distrito Federal.

    A mulher está presa em Campinas (SP), desde o dia 10 de março, época em que teve a prisão preventiva decretada por estelionato, crime no qual coleciona mais de 100 vítimas, entre elas um delegado da Polícia Federal, de quem extorquiu R$ 50 mil.

    Relembre caso:

    Mulher é presa por dar golpe em pelo menos 100 'contatinhos'

    Segundo a defesa, há ausência dos requisitos para a manutenção da prisão. Segundo os advogados, a acusada não se esquivará da aplicação da lei penal.

    A defesa argumentou, ainda, que a acusada é primária, portadora de bons antecedentes, colaborou com as investigações desde o início, bem como possui residência fixa.

    Leia mais:

    Por ciúmes, homem coloca fogo na esposa e vai preso em São Paulo

    Vídeo assustador: homem agride vizinha com soco antes de matá-la