Fonte: OpenWeather

    Investigação


    Caso Henry: avó e tia sabiam que Dr. Jairinho era violento, diz babá

    Novo depoimento de Thayná Ferreira durou 7 horas, ela confirmou que sabia de três agressões contra o menino

     

    O menino no colo de Thayná
    O menino no colo de Thayná | Foto: Divulgação

    A babá de Henry Borel, Thayná Ferreira, admitiu que mentiu na primeira versão dada em depoimento e confirmou que sabia de três agressões contra o menino. Ela deu novos esclarecimentos ao delegado Henrique Damasceno na delegacia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

    Thayná disse que não contou no primeiro depoimento sobre a violência a pedido da mãe, Monique Medeiros, que pediu também que ela apagasse as mensagens onde conta sobre agressão a Henry. 

    A babá contou também que presencious as agressões em dois outros momentos e que a irmã de Jairinho, Thalita Souza; a avó Rosângela Medeiros e a empregada da família Leila Mattos tinham conhecimento da violência. 

    O depoimento de Thayná durou 7 horas. Em um dos momentos, a babá conta que um dia Jairinho voltou visivelmente exaltado, questionando o menino.

      "Henry, o que falou pra sua mãe", "você gosta de ver sua mãe triste com o tio?", "você mentiu pra sua mãe?"  

    O menino no colo de Thayná respondeu que ao havia falado nada e ela pediu que Dr. Jairinho se acalmasse.

    Em outro trecho do depoimento, ela narra a conversa com o advogado antes de ir à delegacia pela primeira vez.

      "Dr. Andre iniciou a conversa falando de Deus, que era católico como a declarante e perguntando se a declarante colocava a "mão no fogo" por Jairinho e Monique; Que a declarante falou que não, que só colocaria a "mão no fogo" por ela própria; Que, então, Dr. Andre falou que não poderia ser assim, que ela, por acreditar em Deus, tinha que falar para o mundo" o quão pessoas boas eram MONIQUE e JAIRINHO"  

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais 

    Vídeo: após morte Henry, mãe procurou cursos de culinária e inglês

    Mãe de Henry troca de advogado e defesa de casal passa a ser separada

    Caso Henry: relembre crimes contra crianças que chocaram o Amazonas