Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Garota de programa é presa acusada de estuprar empresário

    O ato foi registrado e postado em redes sociais

     

    A mãe do empresário recebeu as fotos do crime
    A mãe do empresário recebeu as fotos do crime | Foto: Reprodução

    Uma garota de programa foi presa em Copacabana, na Zona Sul do Rio, sob acusação de estupro contra o ex-namorado, um empresário de 29 anos. Lidia Nayara de Azevedo, de 38, teria dopado e abusado do ex-companheiro após convidá-lo para o apartamento em que ela mora, em meio a uma suposta reconciliação.

    Em depoimento prestado na 13ª DP (Ipanema), a vítima contou que, depois de chegar à residência de Lidia, recebeu uma bebida adulterada e acabou dormindo por quase 24 horas seguidas. Ele só despertou quando recebeu telefonemas da mãe, que revelou ter recebido fotos e vídeos enviados pela moça. Nas imagens, ela mostrava a sessão de abusos sexuais.

    Ainda segundo o rapaz, os dois namoravam desde novembro de 2016, entre idas e vindas. O relacionamento era marcado por muitas brigas e há, inclusive, registros de ocorrência feitos junto à polícia por conta de crimes da Lei Maria da Penha.

    Durante o estupro, Lidia inseriu dedos e um vibrador no ânus do ex-namorado - tudo registrado por fotos e vídeos, que também foram postados em redes sociais e aplicativos de conversa. À polícia, a vítima afirmou que se sente "humilhado" por todo o ocorrido.

    De acordo com o delegado Felipe Santoro, titular dª 13a DP, Lidia foi presa temporariamente pelo crime de estupro. Em seu Relatório de Vida Pregressa. há anotações por diversos crimes, como roubo e tentativa de homicídio. Ela foi encaminhada ao sistema prisional.


    *Com informações do site Extra

    Leia Mais

    Médico é preso por suspeita de estupro de adolescente no AM

    Reféns acionam polícia trancados em banheiro de loja em Manaus

    Bandidos assaltam loja e fazem reféns no bairro Cidade Nova