Fonte: OpenWeather

    Morte cruel


    Após surto, filho mata mãe e sobrinha a golpes de faca em SP

    Segundo o boletim de ocorrência, durante o interrogatório, o homem aparentava estar em confusão mental, pois as falas não possuíam uma linha de raciocínio

     

    Ele teria dito que estava muito nervoso e decidiu matá-la
    Ele teria dito que estava muito nervoso e decidiu matá-la | Foto: Reprodução

    Zita Maria da Silva Neves, de 68 anos e a pequena Gabriele da Silva Neves, de 11 anos, foram mortas na casa onde moravam, no no Grajaú, zona sul de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (27).

    O filho da vítima, um homem de 34 anos foi preso em flagrante. O suspeito, no primeiro momento, contou para  polícia que sua mãe havia assassinado a neta e se matado em seguida.

    Os policiais insistiram nas perguntas e foi então que o homem confessou que havia matado a mãe e depois a sobrinha. Ele teria dito que estava muito nervoso e decidiu matá-la. Na sequência, ele matou a menina enquanto ela dormia.

    Problemas psicológicos


    Os policiais relataram que, no imóvel, encontraram uma receita médica dizendo que o suspeito estava em acompanhamento psiquiátrico regular e que apresenta, desde a infância, dificuldade de aprendizagem, agitação psicomotora, heteroagressividade e frangofilia (impulso ao estraçalhamento de objetos).

    A irmã do acusado contou na delegacia que o rapaz foi diagnosticado com esquizofrenia desde os 13 anos e realiza tratamento. Ela relatou que o irmão não estava tomando um dos remédios, que estava em falta no posto de saúde. Sem a medicação, ele começou a apresentar agressividade.

    Segundo o boletim de ocorrência, durante o interrogatório, o homem aparentava estar em confusão mental, pois as falas não possuíam uma linha de raciocínio. Os corpos de avó e neta estão no IML (Instituto Médico Legal) Sul e vão passar por exames necroscópicos.

    R7*

    Leia mais:

    Catador é assassinado e tem corpo jogado em área de mata

    Imagens fortes: assassino arranca vísceras com as próprias mãos no AM