Fonte: OpenWeather

    Espancamento


    Homem é espancado a pauladas por se parecer com Lázaro Barbosa

    Ferido, o rapaz foi flagrado por motoristas andando às margens da rodovia sinalizando para carros e gritando por socorro, porém, ninguém parou

     

    Ele foi encontrado pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul na BR-262
    Ele foi encontrado pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul na BR-262 | Foto: Reprodução

    A busca pelo serial killer Lázaro Barbosa, 32 anos, foragido há 15 dias após matar uma família e roubar casas no DF e em Goiás, continua. 

    O caso macabro e de frieza do assassino mexe com as pessoas que moram próximas aos locais da buscas e com isso, a população pede para que Lázaro seja capturado. 

    Um homem ferido, de 27 anos, vagou por mais de três horas após ser confundido com Lázaro. A semelhança física fez com que ele fosse espancado a pauladas na tarde desta terça-feira (22). Ele foi socorrido com ferimentos nas costas, pescoço e cabeça e levado ao hospital.

      Ele foi encontrado pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul na BR-262, próximo ao autódromo de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul.  

    O homem afirmou ter sido sequestrado. Segundo ele, quatro encapuzados o abordaram e o obrigaram a entrar em um carro preto. De lá, partiram para a região do autódromo, onde foi agredido e abandonado.

    Ferido, o rapaz foi flagrado por motoristas andando às margens da rodovia sinalizando para carros e gritando por socorro, porém, ninguém parou.

    Depois de horas tentando ajuda, o jovem não resistiu, caiu próximo a pista. Pessoas que passavam pela área acionaram a polícia e o Corpo de Bombeiros dizendo que viram “um cara parecido com Lázaro na rodovia”.

    Pedido de captura sem violência

    A advogada de Lázaro fez um pedido de proteção especial à integridade física e mental de Lázaro, em possível ato de recaptura. A solicitação protocolada na Justiça prevê salvaguarda contra “qualquer forma de sensacionalismo e exposição vexatória”.

    Os pedidos são da Defensoria Pública do DF e foram endereçados à Vara de Execuções Penais do DF (VEP-DF). Os documentos foram encaminhados para análise da juíza Leila Cury, nesta segunda-feira (21).

      Na juntada de petição, a defensora pública responsável pelo caso afirma que, “considerando a enorme repercussão nacional conferida ao caso, visando salvaguardar a vida e a saúde de Lázaro, a defesa técnica solicita ao ilustre juízo que, desde logo, seja garantida a proteção da integridade física e psíquica do apenado”.  


    A defensora ainda pede, que, em caso de prisão, Lázaro seja alocado “em instalações seguras, se possível, sem ter que dividir cela com outros internos do estabelecimento prisional, em caso de ser recapturado com vida”.

    *Metrópoles

    Leia mais: