Fonte: OpenWeather

    Festa clandestina


    Vídeo: traficantes são indiciados por explosão e morte em baile no RJ

    Vídeo mostra a chegada da vítima a um centro médico com 80% do corpo queimado

     

    A jovem de 20 anos morreu após um incêndio em um baile funk
    A jovem de 20 anos morreu após um incêndio em um baile funk | Foto: Reprodução

    Rio de Janeiro (RJ)- O que seria uma festa virou caso de polícia no Rio de Janeiro. Além da comemoração ser feita de forma clandestina, acabou de forma trágica para famílias de participantes. 

    Dois traficantes foram indiciados por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, pela morte de Ana Carolina Oliveira.

      A jovem de 20 anos morreu após um incêndio em um baile funk no Rio de Janeiro. O caso aconteceu em maio.  

    Imagens de câmeras de segurança mostraram a chegada da vítima a um centro médico com 80% do corpo queimado, mas ela não resistiu aos ferimentos.

    De acordo com a polícia, os criminosos indiciados eram os responsáveis pela festa clandestina. John Wallace da Silva Viana, conhecido como "Johny Bravo", e Leandro Pereira da Rocha, conhecido como "Bambu", são os indiciados.

      Uma caixa com lança-perfume explodiu, atingindo o corpo da vítima. Os traficantes, foragidos, acumulam mais este crime.  

    Veja vídeo:

    Capa do Vídeo
    | Autor: SBT - Primeiro Impacto
     


    Festa clandestina 

    No último final de semana, uma festa clandestina também acabou em tragédia na cidade de Humaitá, no Amazonas. Quatro pessoas morreram atropeladas por uma picape Montada, conduzida pelo suspeito Marcos de Lima Couto, em uma estrada , na saída da festa. 

    Entre as vítimas, estavam dois policiais militares, Sandro Ferreira Dantas, 36 e Aílton Neves Magalhães, 29. Além deles, duas jovens identificadas apenas como Vitória e Biatriz, também morreram.

    Logo após o atropelamento, os suspeitos ainda capotaram com o carro e sofreram um acidente. Eles foram encaminhados para um hospital de Humaitá.

    Leia mais:

    Homem é preso por promover festa clandestina com 300 pessoas no Centro de Manaus 

    Tiroteio em festa clandestina deixa caos e feridos