Fonte: OpenWeather

    Ação Policial


    PF e Marinha prendem italianos com mais de meia tonelada de drogas

    A embarcação, de bandeira panamenha, estava carregada com 632,65 kg de haxixe, substância extraída das folhas da Cannabis Sativa

     

    A embarcação, de bandeira panamenha, estava carregada com 632,65 kg de haxixe, substância extraída das folhas da Cannabis Sativa, cuja planta também é utilizada na produção da maconha.
    A embarcação, de bandeira panamenha, estava carregada com 632,65 kg de haxixe, substância extraída das folhas da Cannabis Sativa, cuja planta também é utilizada na produção da maconha. | Foto: Divulgação

    Fernando de Noronha (PE)- Um veleiro foi interceptado pela Polícia Federal, em atuação conjunta com a Marinha do Brasil e, em cooperação com autoridades estrangeiras, na madrugada do último domingo (26), a cerca de 180 quilômetros do arquipélago de Fernando de Noronha (PE).

    A embarcação, de bandeira panamenha, estava carregada com 632,65 kg de haxixe, substância extraída das folhas da Cannabis Sativa, cuja planta também é utilizada na produção da maconha.

      Dois tripulantes, ambos de nacionalidade italiana, foram presos em flagrante e conduzidos, no início da madrugada de hoje (29), juntamente com a droga, para autuação na sede da Polícia Federal, minutos após a embarcação que os conduzia ter concluído a viagem e atracado na Base Naval de Natal.  

    A ação contou com o emprego do Navio-Patrulha da Marinha que levava embarcados policiais federais do Rio Grande do Norte e do Núcleo de Polícia Marítima na Paraíba. A interceptação e apresamento da embarcação, chamada “Lamia” ocorreu após a PF obter autorização das autoridades panamenhas.

    A operação é resultante da troca de informações entre o Grupo de Análise de Dados de Inteligência de Tráfico pelo Modal Marítimo-GTMAR/CGPRE, da PF, agências estrangeiras, entre as quais o Centro de Análise e Operações Marítimas (MAOC) e o Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR), da Marinha do Brasil, que identificaram o transporte de haxixe em uma embarcação que provavelmente teria partido do continente europeu. Essa atuação integrada tem sido intensificada no intuito de assegurar a proteção ao meio ambiente e a segurança nas fronteiras marítimas, em especial na repressão a crimes transnacionais, como o tráfico internacional de drogas.

     

    Dois tripulantes, ambos de nacionalidade italiana, foram presos em flagrante.
    Dois tripulantes, ambos de nacionalidade italiana, foram presos em flagrante. | Foto: Divulgação

    Ações Conjuntas

    Somente este ano, a Polícia Federal no Rio Grande do Norte e a Marinha do Brasil, participaram de outras duas grandes apreensões de drogas em alto-mar: a primeira, em 14 de fevereiro, quando foram apreendidas 2,2 toneladas de cocaína na costa pernambucana e, a segunda, em 16 de junho, oportunidade em que 4,3 toneladas de haxixe foram encontradas, a bordo de um veleiro, a 426 km de Recife/PE. Tais eventos realçam a importância de implementar e fiscalizar o cumprimento de leis e regulamentos, em águas jurisdicionais brasileiras, na nossa Plataforma Continental e no alto-mar, respeitados os tratados, convenções e atos internacionais ratificados pelo Brasil.

     

    A embarcação tinha bandeira panamenha.
    A embarcação tinha bandeira panamenha. | Foto: Divulgação

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    "Pitbull" é morto com tiro na cabeça em terreno baldio no Coroado

    Em menos de dois anos,1,3 mil adolescentes foram apreendidos em Manaus

    Mulher arranca pedaço da orelha do namorado após agressões em MG