Fonte: OpenWeather

    Homofobia


    Em ataque homofóbico, homem tem símbolo nazista desenhado na testa

    O homem teve cortes nas região próximo as nádegas, foi dopado e teve o símbolo do nazismo desenhado na testa

     

    O homem ainda relatou que os agressores tinham pele e olhos claros e suásticas tatuadas no pescoço
    O homem ainda relatou que os agressores tinham pele e olhos claros e suásticas tatuadas no pescoço | Foto: Divulgação

    Um dos países que mais mata LGBTQ+ no mundo, o Brasil registra mais um caso de homofobia. A Polícia Civil de Minas Gerais investiga um ataque homofóbico de simpatizantes nazistas contra o dono de uma lan house na cidade de Itaguara, município da região metropolitana de Belo Horizonte. O homem, de 48 anos, teve uma suástica desenhada na testa e cortes no corpo.

    A vítima relata que que havia atendido alguns clientes quando foi surpreendido por quatro homens que entraram na loja, que funciona na casa onde mora, e o agrediram. 

    O homem afirma que não é a primeira vez que encontra o grupo. Os agressores haviam perseguido na região central da cidade na quinta-feira (8). De acordo com o dono da lan house, na ocasião, os quatro o chamaram de "porco-gay". A vítima, no momento da perseguição, notou a presença de uma viatura da PM, e foi até ao veículo e o grupo se afastou. Não houve registro desta ocorrência aos policiais.

    O homem ainda relatou que os agressores tinham pele e olhos claros e suásticas tatuadas no pescoço. E que, durante o ataque, ainda injetaram uma substância em seu corpo com seringa e que, após disso, desmaiou. Quando acordou, percebeu que tinha manchas de sangue no chão e viu que os agressores não estavam mais no local.

     

    | Foto: Reprodução

    A vítima chamou o Samu, que acionou a polícia, por volta das 21h. Ele foi levado para a Santa Casa de Misericórdia de Itaguara. Foi medicado e levou 20 pontos no corte, sofrido próximo às nádegas. O hospital informou que o homem já teve alta, mas não informou sobre gravidade dos ferimentos.

    A PM informou que investiga, mas que até então,  não foram localizados na cidade suspeitos com as características citadas pelo dono da lan house.

    Em nota, a Polícia Civil afirmou que instaurou inquérito para investigar crime de lesão corporal. "Após os fatos, a vítima foi encaminhada para atendimento médico e, a princípio, não há testemunha que possa colaborar com informações", diz a corporação, a Folha de São Paulo. 

    *Com informações da Folha de São Paulo

    Leia mais: 

    Jovem é expulso de shopping por usar braçadeira com símbolo nazista

    Eduardo Bolsonaro afirma que comunismo matou mais do que nazismo

    Laudo aponta que jovem ferida com suástica se automutilou

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8