Fonte: OpenWeather

    Investigações


    Cunhada matou adolescente a facadas no Ouro Verde, afirma delegado

    Com a autora do crime foram encontrados mais de 7 mil reais que teria sido roubado da estudante após o assassinato

    Com a autora foram apreendidos mais de 7 mil reais que era da vítima | Foto: Josemar Antunes / Em Tempo

    Manaus - Com mais de 7 mil reais, Thais Rejane foi presa na noite desta segunda-feira (3), suspeita de matar facadas a estudante Luana Freire de Souza, de 19 anos, encontrada morta dentro de um quarto, em uma residência localizada na rua C, no conjunto Ouro Verde, bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus. A informação foi confirmada pelo delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Orlando Amaral.

    Ainda conforme do Amaral, durante depoimento Thais alega que teve ajuda de uma outra pessoa para matar Luana, que estava em casa e foi surpreendida pela autora do crime. "Após encontrarmos mais de sete mil reais em posse da cunhada da vítima, não restou outra opção a não ser prendê-la. Esse dinheiro foi o que teria sido roubado e era dízimo ofertado pela vítima à igreja", disse o delegado.

    Segundo Amaral, Thais confirmou a participação no homicídio e as investigações do caso continuam para prender um cúmplice que teria ajudado a autora esfaquear a vítima. "Nós não estamos acreditando muito nessa versão dela, mas estamos trabalhando para encontrar qualquer outro suspeito de ter participado da ação criminosa", falou o titular da DEHS.

    Conforme o delegado a prisão ocorreu na casa onde Thais mora, mesma residência onde a estudante de 19 foi encontrada morta a golpes de facas. Segundo o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), mais de 6 golpes foram desferidos contra a vítima, que não resistiu e morreu ainda no local do crime.

    "Thais foi quem "encontrou" o corpo da vítima e acionou a polícia, que foi até o local e constatou o homicídio. O delegado plantonista Paulo Cesar estava no local e colheu todas as informações possíveis para realizarmos a prisão dos suspeitos", finalizou Orlando. 

    O caso segue sendo investigado pela DEHS, Thais deve ser apresentada durante coletiva de imprensa, que será realizada nesta terça-feira (4).

    Leia mais:

    Assassino de advogado diz estar arrependido; OAB-AM parabeniza polícia

    Homem morre após ser baleado três vezes em rua no Colônia Terra Nova

    Denúncia leva a prisão de homem com munições e droga em Manacapuru