Fonte: OpenWeather

    Zona Sul de Manaus


    No AM, polícia recaptura lanterneiro envolvido em homicídio e roubo

    Ele tem 52 anos e mantinha uma rotina sem levantar suspeitas dos crimes cometidos

    O homem foi apresentado nesta sexta-feira em Manaus
    O homem foi apresentado nesta sexta-feira em Manaus | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - O foragido da Justiça Gracivaldo Carvalho Cardoso, de 52 anos, foi apresentado na manhã desta sexta-feira (14), durante coletiva de imprensa no prédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O procurado por homicídio mantinha uma rotina sem levantar suspeitas como lanterneiro, segundo informou a polícia. 

    A prisão de Gracivaldo aconteceu na tarde de quinta-feira (13), por volta das 13h30, na rua coronel Ferreira de Araújo, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. A ordem judicial em nome do fugitivo foi expedida no dia 27 de fevereiro deste ano, pelo juiz Rafael Almeida Cró Brito, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. 

    De acordo com o delegado Orlando Amaral, titular da DEHS, Gracivaldo estava foragido do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde cumpria pena por homicídio desde 2005. Ele matou a tiros no dia 29 de setembro daquele ano, Gaudêncio Barbosa dos Santos, de 39 anos. O crime ocorreu na rua Andirá, comunidade São Sebastião, bairro Petrópolis. 

    | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "O Gracivaldo é um bandido das antigas, com participação em um assalto à Caixa Econômica em 1993. Ele foi preso depois de uma investigação da Polícia Federal. Em 2005, ele cometeu um homicídio motivado por uma desavença com a vítima, relacionada a dívidas com o tráfico de drogas", disse o delegado Orlando Amaral. 

    Após cometer o homicídio, Gracivaldo foi preso e passou 13 anos foragido do sistema prisional. A prisão dele ocorreu por meio de denúncia anônima. 

    "Quando Gracivaldo chegou aqui, ele quis mudar a vida pregressa dele, mas acabou confirmando o delito e alegou que ficou na condição de foragido após receber muitas ameaças na cadeia", finalizou a autoridade policial. 

    Gracivaldo foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos na unidade policial, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174. 

    Leia mais:

    Motorista que matou idosa na Zona Leste vai à audiência de custódia

    Polícia pega último envolvido em latrocínio em ônibus e encerra caso

    Trio é preso por tentativa de assalto em casa de câmbio em Manaus