Fonte: OpenWeather

    Polícia Civil


    Em Manaus, jovem denuncia padrasto por estupro dos 5 aos 17 anos

    Polícia apura, ainda, se o homem teria envolvimento na morte da própria filha, em 2014, na época uma criança de 10 anos. Segundo a delegada, na ocasião o laudo de necropsia apontou lesões no ânus da vítima

    O homem foi preso em cumprimento a mandado de prisão
    O homem foi preso em cumprimento a mandado de prisão | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - Um eletricista de 47 anos foi apresentado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), na manhã desta terça-feira (18), por estupro de vulnerável. A enteada dele, atualmente com 18 anos, relatou à polícia sofrer abusos sexuais dos cinco aos 17 anos de idade. 

    O homem foi preso em cumprimento da ordem judicial expedida no dia 10 de dezembro deste ano, pela juíza Roseane do Vale Cavalcante Jacinto, do Plantão Criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas. A prisão do eletricista ocorreu na tarde da última sexta-feira (14), por volta das 14h, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. 

    De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, a vítima procurou a especializada no dia 26 de outubro deste ano, para informar que era abusada sexualmente pelo padrasto. O estupro de vulnerável teve início quando ela tinha cinco anos tendo as partes íntimas tocadas. 

    Em depoimento, a jovem relatou que o ato sexual ocorreu ainda na infância e continuou até os 17 anos. Após os abusos, o padrasto dava dinheiro em troca de silêncio. 

    O eletricista tem histórico de agressão
    O eletricista tem histórico de agressão | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "Esse homem é um pedófilo e dissimulado. A vítima contou sobre os abusos para a mãe dela, sendo posteriormente encaminhada para um abrigo, aos oito anos. Lá, ela permaneceu por oito anos, onde chegou até se mutilar. Depois retornou para casa e novamente foi estuprada", explicou a delegada Joyce Coelho. 

    A autoridade policial ressaltou, ainda, que o homem já tem histórico de agressão e violência doméstica contra mãe da vítima. Em um desses casos, a jovem teve a cabeça quebrada pelo padrasto. 

    O homem está sendo investigado por envolvimento na morte da própria filha, de dez anos, ocorrido em janeiro de 2014. “Na época, a causa da morte foi pneumonia, mas exames de conjunção carnal, comprovaram ruptura himenal e lesão no ânus da criança”, informou a delegada. 

    "Vamos solicitar os exames e o relatório do boletim médico para comprovar se realmente há indícios de crime estupro de vulnerável", acrescentou a delegada Joyce Coelho. 

    O homem foi indiciado por estupro de vulnerável. Ele ficará à disposição da Justiça no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174. 

    Confira a reportagem da TV Em Tempo:

    Confira a reportagem | Autor: TV Em Tempo

    Leia mais:

    Criança diz que teve partes íntimas tocadas por idoso no Japiim

    Envolvidos com prostituição infantil no AM começam a ser julgados

    Preso homem que beijou e mostrou pênis para criança em Manaus