Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Jovens são estupradas após aceitarem convite para passeio em Manaus

    Os suspeitos do crime foram presos e apresentados durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (19), na Depca

    A dupla foi presa por volta das 6h desta terça, nas casas onde moravam, | Foto: Lana Honorato

    Manaus -  Um autônomo, 36, e um industriário, 30, cunhado de uma das vítimas, foram presos nesta quarta-feira (18), após estuprarem duas adolescentes em Manaus. Segundo a Polícia Civil, para atrair as vítimas, os suspeitos convidaram as jovens para um passeio de família, porém elas foram embriagadas e levadas para um motel na avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste da capital. 

    “Em depoimento, uma das garotas relatou que o cunhado a convidou para um passeio em família e pediu para que ela chamasse uma amiga. Ela então acreditou, por ele ser marido da irmã dela. Ao entrarem no carro, elas se depararam somente com o industriário e autônomo. As demais pessoas que supostamente iriam ao passeio não estavam no veículo. Eles travaram as portas, obrigaram as meninas a consumirem bebidas alcoólicas e, em seguida, de forma forçada, as levaram para o motel onde consumaram os estupros”, explicou  titular da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), delegada Joyce Coelho. 

    delegada Joyce Coelho, titular Depca
    delegada Joyce Coelho, titular Depca | Foto: Lana Honorato

    A dupla foi presa por volta das 6h desta terça, nas casas onde moravam, situadas no bairro Chapada, Zona Centro-sul da capital. 

    Segundo a delegada, o crime ocorreu no dia 8 de novembro deste ano, mas os policiais civis da especializada só tiveram conhecimento após as duas adolescentes formalizarem Boletim de Ocorrência (BO) no dia 30 do mesmo mês.

    A delegada ressaltou que os relatos das adolescentes demonstraram a grande violência que sofreram. Em razão disso, a autoridade policial representou à Justiça o pedido de prisão temporária em nome dos suspeitos.

    Indiciamento

    O industriário e o autônomo foram indiciados por estupro de vulnerável, cárcere privado e também pelo Artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por fornecer bebida alcoólica para crianças ou adolescentes. Ao término dos procedimentos cabíveis na Depca, eles serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão ficar à disposição da Justiça.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais

    Envolvidos com prostituição infantil no AM começam a ser julgados

    Criança diz que teve partes íntimas tocadas por idoso no Japiim

    Homem é preso por suspeita de tocar partes íntimas de criança