Fonte: OpenWeather

    Nova Olinda do Norte


    Julgamento de mulher que mandou matar a mãe é suspenso no Amazonas

    O julgamento de Maria Madalena Correia, de Nova Olinda do Norte, acusada de mandar a própria mãe, foi suspenso pelo juiz. Veja detalhes sobre o crime que abalou a cidade.

    Julgamento seria realizado na Câmara Municipal de Nova Olinda do Norte
    Julgamento seria realizado na Câmara Municipal de Nova Olinda do Norte | Foto: Jackson Salvaterra

    Manaus - Em Nova Olinda do Norte, a 130 Km de Manaus , uma mulher identificada como Maria Madalena Correia Cunha, de 45 anos, acusada de mandar matar a própria mãe, a idosa Elza Correia da Costa, em março de 2017 e mais três pessoas envolvidas no crime, seriam julgadas nesta quarta-feira (15), porém o julgamento foi suspenso. 

    O julgamento deveria acontecer no auditório da Câmara Municipal da cidade, a partir de 9h, mas depois de duas horas de atraso, o juiz mandou suspender a audiência porque dois advogados dos acusados não apareceram. 

    Após ter o crime descoberto, em março de 2017, Maria Madalena confessou à Polícia que havia contratado duas pessoas pelo valor de R$ 10 mil reais para matar e esconder o cadáver da aposentada. O corpo até hoje não foi encontrado, pois teria sido esquartejado e jogado no rio, de acordo com os acusados.

    Crime

    Três pessoas foram presas e um adolescente apreendido pela participação no crime. Eles confessaram à Polícia que haviam matado a aposentada a mando da filha. Os réus confessos confirmaram à Polícia, que esquartejaram e jogaram partes do corpo no rio.

    Na ocasião, Elza Correia estava desaparecida há mais de um mês, quando familiares sentiram sua falta e resolveram procurar informações sobre ela, nas redes sociais. Sem sucesso, foram até à casa da aposentada. A filha, Maria Madalena, que morava com Elza, disse que a idosa havia viajado. Desconfiados, os parentes vasculharam a casa e descobriram marcas de sangue no banheiro, onde a mulher teria sido assassinada e acionaram a Polícia, que passou a investigar o caso.

    Julgamento seria realizado na Câmara Municipal de Nova Olinda do Norte
    Julgamento seria realizado na Câmara Municipal de Nova Olinda do Norte | Foto: Jackson Salvaterra

    Após mandado de prisão, Maria Madalena foi presa em uma unidade de saúde onde trabalhava como técnica de enfermagem. Ela já havia cumprido pena por crime semelhante. Ainda não há informações sobre nova data para o julgamento. 

    Leia mais:

    Presos mandante e suspeito de matar idosa em Nova Olinda do Norte

    Idosa morre após agressão em Nova Olinda do Norte

    Preso estuprador que vigiava e atacava jovens em Nova Olinda do Norte