Fonte: OpenWeather

    Zona Leste


    Enteado é suspeito de matar padrasto a facadas em Manaus

    Vizinhos relataram que os dois foram vistos brigando e ambos apontaram facas um para o outro

    O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima | Foto: Divulgação

    Vítima tinha 48 anos
    Vítima tinha 48 anos | Foto: Divulgação

    Manaus - O corpo de um homem de 48 anos, que não teve a identificação divulgada à imprensa, foi encontrado por familiares, nesta sexta-feira (14), com três perfurações de arma branca (faca) na região da cabeça. O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima, situada na rua Topázio, bairro Nova Floresta, Zona Norte de Manaus. 

    De acordo com testemunhas, o crime ocorreu na madrugada da última quinta-feira (13) e o autor do crime seria o próprio enteado da vítima. Uma moradora, que não quis se identificar, disse que o homem e o enteado discutiram na quarta (12) e chegaram a ameaçar um ao outro. 

    "O portão da casa deles estava aberto quando houve a discussão. Um apontou a faca para o outro. Desde quarta que o mercadinho não abre e que não temos mais notícias dele", disse uma moradora, que pediu anonimato, acrescentando que no ponto comercial o homem vendia legumes e frutas. 

    O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima
    O corpo estava em cima de uma cama, na residência da vítima | Foto: Divulgação

    A testemunha também afirma que o corpo foi encontrado pelo filho da vítima, que foi até o local após não ter mais notícias do pai. "O filho dele chegou e se abaixou no portão e disse que o pai dele estava lá, porque o homem nunca saia sem moto. Quando eles entraram no local, viram sair moscas de dentro do quarto e sentiram um forte mal cheiro", frisou. 

    A fonte também relata que as brigas entre a vítima e suspeito do crime eram constantes, porque o homem havia expulsado o enteado de casa por ele ser usuário de drogas. 

    "O dono não queria o menino aí porque ele era envolvido com droga. Por isso também que a mulher dele foi embora" concluiu a moradora. 

    O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Civil deve investigar o caso

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    'Não mexeram só com um índio', diz líder sobre morte de cacique no AM

    Após morte de cacique, segurança é reforçada no 'Cemitério dos Índios'