Fonte: OpenWeather

    Estelionato


    Vídeo: preso empresário suspeito de aplicar golpe de R$ 1,5 mi,

    Otávio postava nas redes sociais que seria o próximo prefeito de Parintins

    Assista a reportagem | Autor: Samara Maciel- TV Em Tempo

    Manaus - O empresário Otávio Almeida Costa, de 43 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (18), em cumprimento a mandando de prisão preventiva por estelionato. Natural de Parintins, município distante 369 quilômetros de Manaus de Manaus, Otávio já tinha quatro Boletins de ocorrência (BO) e anunciava nas redes sociais ser pré-candidato a prefeito da cidade natal. 

    Otávio foi preso em um condomínio de luxo, por volta das 6h, na operação "Conde Otávio", no bairro Tarumã, na Zona Oeste da capital. O mandado judicial foi expedido na quarta-feira (17) pela 9ª Vara Criminal. 

    De acordo com o delegado Demétrius Queiroz, adjunto da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Otávio estava sendo investigado por aplicar golpes, usando documentos licitatórios falsos. Ele alegava que precisava de dinheiro dessas pessoas para entregar serviços de obras para, então, receber valores milionários, em que as vítimas teriam participação.

    O empresário disse que é inocente
    O empresário disse que é inocente | Foto: Josemar Antunes

    "Otávio é empresário bem relacionado e mantém uma vida luxuosa em um condomínio, além de dirigir carros importados. Ele garantia para outros empresários que as empresas dele tinham vários contratos licitatórios federais e estaduais de obras de pavimentação e terraplenagem. A partir disso, ele fazia várias reuniões para as vítimas investir dinheiro. Essas pessoas, então, emprestavam dinheiro para participar dos lucros milionários", disse

    Uma das vítimas, um empresário de 57 anos, relatou ter tido prejuízo em torno de R$ 1,5 milhão em empréstimos feitos pelo suspeito. Entretanto, nunca houve contrato ou qualquer tipo de serviço prestado, segundo a vítima. Otávio fornecia cheques em nome dele como garantia, mas, na hora da consulta, as pessoas constatavam que não tinha fundo.

    Ainda conforme o delegado Demétrius Queiroz, Otávio postava nas redes sociais que seria o próximo prefeito de Parintins. 

    Material encontrado com o empresário
    Material encontrado com o empresário | Foto: Josemar Antunes

    Preso se defende 

    Durante coletiva de imprensa, Otávio se defendeu e disse que os empresários que trabalhavam com ele foram presos na operação "Maus Caminho".

    "Estou sendo vítima desses empresários. Eles ficaram chateados porque a minha empresa não aceitou os documentos falsos apresentados e agora querem me prejudicar. Vou provar minha inocência", afirmou. 

    Otávio foi indiciado por estelionato. Ele ficará preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174, à disposição da Justiça da Justiça.

    Veja a reportagem da Tv Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Samara Maciel- TV Em Tempo
     

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Em Manaus, adolescente pede corrida e acaba estuprada por mototaxista

    'Argentino' pistoleiro de facção é preso por 5 homicídios em Manaus