Fonte: OpenWeather

    Dívida do tráfico


    Detento do semiaberto é morto por suposta dívida do tráfico em Manaus

    A suspeita é que o detento tenha sido morto devido uma suposta dívida do tráfico

    Lucas foi morto com dois tiros | Foto: Josemar Antunes

    Manaus - O presidiário do semiaberto Lucas da Silva Bruce, de 30 anos, foi morto com dois tiros, no início da manhã desta terça-feira (23), em um rip-rap na rua Magalhães Barata, no bairro Crespo, na Zona Sul de Manaus. A vítima tinha passagem pela polícia por roubo. 

    Segundo informações do sargento Manoel Passos, da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), os moradores relataram que ouviram vários tiros por volta das 6h30. Por conta do medo, ninguém quis comentar sobre o assassinato e apontar o autor.

    "O local é uma área vermelha por causa do intenso tráfico de drogas. As pessoas que moram na região preferem manter o silêncio para não morrer", disse um morador do bairro.

    A vítima foi morta dentro de um banheiro em construção de um imóvel abandonado. Conforme informações da polícia, o espaço é usado por usuário de drogas e para atos sexuais. No local, existe vários preservativos usados e papelotes de entorpecentes. 

    A tia da vítima, que preferiu não se identificar, informou que Lucas respondia por roubo. Segundo ela, ele saiu da prisão e passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica, mas rompeu o dispositivo de segurança.

    "A família estava levando o Lucas para uma igreja evangélica na Zona Leste de Manaus, mas ele sempre retornava para o bairro e ficava na casa abandonada. Ainda não temos informações do que motivou a morte do Lucas. Tentamos tirá-lo do mundo do crime", explicou. 

    O corpo foi removido pelo IML
    O corpo foi removido pelo IML | Foto: Josemar Antunes

    Mortes a mando de traficante 

    Um morador do bairro informou à equipe de reportagem que as mortes no local estão sendo ordenadas por um traficante, identificado apenas como "Koreano". O motivo seria dívidas de drogas. 

    "O "Koreano" está dando ordens para os "soldados" dele executar quem está devendo. As pessoas que mexem com drogas já estão ameaçadas e podem serem as próximas vítimas", declarou. 

    Os tiros, segundo a perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), atingiram a cabeça e o abdômen de Lucas

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o assassinato.

    Outros crimes

    Recentemente os bairros Crespo e Morro da Liberdade, localizados na Zona Sul de Manaus, vem sendo alvo de tiroteios e mortes em decorrência de brigas entre pessoas ligadas às facções criminosas Família do Norte (FDN) e Comando Vermelho (CV). 

    Na noite do último sábado (20), Tarcísio da Silva Tavares, de 27 anos, foi morto com dois tiros, na rua Magalhães Barata. A vítima era envolvida com o tráfico de drogas. 

    Em outra ação criminosa, Caio Araújo Nunes, de 19 anos, foi morto com oito tiros no início da tarde de segunda-feira (22), no Beco São Miguel, com a Travessa São Joaquim, no Morro da Liberdade. 

    Quase oito horas depois, Rafael Duarte Meireles, de 20 anos, foi morto com quatro tiros, na noite de segunda-feira (22). Ele e outros dois comparsas tentaram assaltar um açougue na rua Dona Mimi, esquina com a rua José Chevalier, no Morro. 

    Um cliente do estabelecimento comercial, não identificado, foi autor dos tiros. O "justiceiro" fugiu do local. A vítima estava em posse de um simulacro de arma de fogo.

    Leia mais: 

    Cliente reage e mata assaltante em açougue no Morro da Liberdade

    Horas após homicídio, dois jovens são baleados na Zona Sul de Manaus

    Homem é baleado após ter casa invadida em Manaus