Fonte: OpenWeather

    Agressão


    Em Manaus, músico é preso por manter mulher em cárcere privado

    A técnica em enfermagem relatou que o agressor a xingava constantemente e batia nela com uma barra de ferro. Durante a noite anterior à prisão, o homem a trancou em casa, pra que ela não pedisse ajuda

    A vítima enviou uma mensagem implorando socorro | Foto: Divulgação/PC-AM

    Manaus- A equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), sob o comando da delegada Débora Mafra, titular da especializada, prendeu, em flagrante, nesta terça-feira (13), um músico de 37 anos, por agredir fisicamente e manter em cárcere privado a companheira dele, uma técnica em enfermagem, de 37 anos. A prisão ocorreu no bairro Morro da Liberdade, zona sul da capital.

    De acordo com a autoridade policial, o flagrante aconteceu após a equipe de investigação da especializada receber uma delação por meio de um aplicativo de conversa instantânea.

    Na ocasião, informaram que a vítima enviou uma mensagem implorando socorro. Ela estava sendo mantida presa, dentro da própria casa, e agredida constantemente. Em ato contínuo, a equipe policial foi até o local indicado e constatou a veracidade da delação.

    “Ao entrarmos na residência do casal, constatamos que a mulher estava toda machucada. Diante dos fatos, libertamos a vítima e foi dada a voz de prisão, em flagrante, ao infrator que foi conduzido até à especializada, onde foram realizados os procedimentos cabíveis”, explicou Mafra. 

    Agressão constante

    Conforme a delegada, a técnica em enfermagem relatou que o agressor a xingava constantemente e batia nela com uma barra de ferro. Durante a noite anterior à prisão, o homem a trancou em casa, pra que ela não pedisse ajuda. Nas circunstâncias do caso, a mulher percebeu que o agressor tinha dormido e entrou em contato com uma emissora de TV, que ligou para a DECCM informando o ocorrido.

    Na especializada, o músico foi autuado em flagrante por lesão corporal, injúria e cárcere privado. Ao término dos procedimentos na unidade policial, ele será levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade.

    *Com informações da assessoria