Fonte: OpenWeather

    Preso


    Suspeito de matar o cunhado em Silves é preso pela Polícia Civil

    A polícia investiga as causas que ocasionou o crime e a localização do comparsa da ação

    Pedro Henrique da Silva Pinto, preso suspeito de matar o cunhado
    Pedro Henrique da Silva Pinto, preso suspeito de matar o cunhado | Foto: Alailson Santos/PC-AM

    Manaus - Pedro Henrique da Silva Pinto, de 30 anos, teve a prisão preventiva na tarde desta terça-feira (3), por ser suspeito de envolvimento na morte do cunhado, identificado como Antônio Ferreira da Silva Júnior, de 44 anos. O crime aconteceu no dia (16) de agosto desse ano, no ramal do Itapiranga, no município de Silves, a 204 quilômetros de distância de Manaus.

    Segundo informações do delegado Rafael Guevara, titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que está na frente das investigações do caso, Pedro acompanhado de um comparsa, ainda não identificado, seguiram o carro de Antônio, ocupado por mais três passageiros, incluindo a mãe da vítima. Na perseguição o condutor do outro veículo bateu duas vezes no carro de Antônio e, causou o capotamento.

    Delegado Rafael Guevara, titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP)
    Delegado Rafael Guevara, titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) | Foto: Alailson Santos/PC-AM

    “Pedro e o comparsa foram até o carro da vítima para consumar o homicídio, eles quebraram o vidro dianteiro e desferiram golpes de faca contra Antônio. Durante o delito, a sogra de Pedro o reconheceu. Após o crime, os infratores empreenderam fuga, enquanto a mãe da vítima e os outros dois ocupantes do carro pediram socorro. A vítima ainda chegou a ser socorrida e conduzida a uma unidade hospitalar do município de Itacoatiara, distante 176 quilômetros em linha reta da capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu”, explicou o titular.

    De acordo com o delegado Mauro Duarte, plantonista do 1º DIP, as testemunhas fizeram Boletim de Ocorrência (BO), no 1º DIP, dois dias após o crime. A partir dos depoimentos os agentes puderam fazer os procedimentos legais para as investigações. Inclusive ama solicitação para um exame de corpo de delito foi feita para a mãe da vítima, que sofreu lesões ao tentar proteger o filho do atentado.

    “O infrator compareceu nesta unidade policial, na manhã desta terça-feira (03), por volta das 9h, acompanhado de uma advogada, para prestar depoimento, mas com mandado de prisão preventiva em nome dele, efetuei voz de prisão. A ordem judicial em nome do infrator foi expedida no dia 2 de setembro deste ano, pelo juiz René Gomes da Silva Júnior, da Vara Única da Comarca de Silves”, explicou Duarte.

    Delegado Mauro Duarte, plantonista do 1º DIP
    Delegado Mauro Duarte, plantonista do 1º DIP | Foto: Alailson Santos/PC-AM

    A operação esteve em trabalho conjunto com o delegado João Filgueiras, titular da 40ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Silves, que realizou o pedido de prisão preventiva do suspeito

    O plantonista do 1º DIP informou ainda, que Pedro já tinha prestado depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no último dia (20) de agosto, mas como não havia mandado de prisão, ele foi liberado.

    “Apesar de afirmar, em depoimento, no prédio da DEHS que não tinha a intenção de matar a vítima, ele foi interrogado novamente hoje, após a prisão, constatamos que ele tinha, sim, a intenção de matar não apenas Antônio, mas todas as pessoas que estavam dentro do veículo com a vítima”, ressaltou Maduro.

    As investigações do caso, coordenado pelo delegado João Filgueiras da 40ª DIP de Silves, continuarão até o que comparsa do crime seja localizado e, as motivações sejam esclarecidas.

    No momento, Pedro foi indiciado por homicídio qualificado. Após os procedimentos, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.