Fonte: OpenWeather

    Operação


    Traficante ‘Leozinho do CV’ é preso em operação na Zona Sul de Manaus

    Leonardo foi preso com mais 19 suspeitos na operação “Cruzada Sul” da Policia Civil e Militar

    Leonardo Protázio Gomes, (de blusa) conhecido como "Leozinho"
    Leonardo Protázio Gomes, (de blusa) conhecido como "Leozinho" | Foto: Reprodução

    Manaus - O traficante Leonardo Protázio Gomes, de 27 anos, conhecido como "Leozinho", membro da facção criminosa Comando Vermelho (CV), é um dos 19 presos da operação “Cruzada Sul”, que ocorre na Zona Sul de Manaus desde a última terça-feira (17). Nos últimos meses a  região sofreu com uma sequência de assassinatos, resultado de um guerra entre grupos criminosos que atuam na área. 

    De acordo com a polícia, “Leozinho do CV”, é apontado como líder do tráfico de drogas no Prosamim do Mestre Chico, no bairro Cachoeirinha. A área também é famosa por ser fronteira entre quatro bairros, ficando conhecida como “Quadrilátero Maldito”, palco de dezenas de mortes por disputa de território do tráfico de drogas.  

    Leonardo foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele e outras 18 suspeitos envolvidos em crimes de homicídio, estupro, tráfico de drogas, roubo e furto. Também foram apreendidos três adolescentes, além de entorpecentes e armas de fogo.

    19 presos da operação “Cruzada Sul”
    19 presos da operação “Cruzada Sul” | Foto: Alailson Santos / PCAM

    “Nosso alvo é  fechar todos os quadrantes. As viaturas e equipes das unidades especializadas, aérea e unidade canina estão intensificadas na região para gerar um resultado positivo”, ressaltou tenente-coronel Augusto César. 

    Crimes continuam

    Apesar das ações integradas das polícias civil e militar, os criminosos não se intimidaram. No dia em que o balanço parcial da operação foi apresentado, na tarde desta quinta-feira (19), mais um homicídio foi registrado na localidade. O mecânico Ítalo Souza dos Santos, de 21 anos, foi executado com vários tiros. Os criminosos gravaram a ação e divulgaram nas redes sociais. O crime aconteceu na rua professor Carlos Mesquita, no bairro Santa Luzia. 

    As ações contaram com a participação de mais de 300 policiais e devem continuar por tempo indeterminado.