Fonte: OpenWeather

    Violência


    Mulher denuncia agressão de homens embriagados em Iranduba

    Vítima precisou vir a Manaus, para cobrar das autoridades de segurança atenção para o crime, pois está sofrendo ameaças A mulher relata que voltava da casa de uma ex-cunhada quando foi agredida em frente a um bar

    A vítima, sem reação, só conseguiu pedir ajuda do filho | Foto: Divulgação

    Manaus - Uma mulher de 42 anos denunciou ter sido agredida por um grupo de aproximadamente quatro homens embriagados, no último final de semana, no município Iranduba, distante a 36 km de Manaus.

    Dilcilena T. de A. caminhava pela rua Pôr da Lua, bairro Novo Amanhecer, onde fica localizada a residência da vítima, que foi assediada por um grupo de homens que bebiam em um bar.

    A mulher relata que voltava da casa de uma ex-cunhada e, por volta das 19h, quatro homens começaram a assedia-la. "Eu não estava fazendo nada demais, apenas passando pela rua, quando eles mexeram comigo, mas eu não dei importância e segui meu caminho".

    Após não responder às investidas do grupo, Dilcilena continuou seguindo o caminho até sua casa, quando foi golpeada por socos desferidos por um homem conhecido como Nildo e o irmão "bode".

    A vítima, sem reação, só conseguiu pedir ajuda do filho, que tentou defendê-la, mas também foi agredido pelo grupo, que se afastou após também derrubar o rapaz no chão.

    As vítimas registraram boletim de ocorrência na 31 Delegacia Interativa de Polícia. Os agressores não foram encontrados pela guarnição deslocada para a área do incidente, pois fugiram do local.

    A vítima prestou depoimento na delegacia da mulher, localizada no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul, pois está sendo ameaçada pelos acusados.

    Segundo foi informada, o crime não é tipificado na Lei Maria da Penha, pois a vítima não possui envolvimento com os agressores.