Fonte: OpenWeather

    Invasão em Manaus


    Vídeo: polícia apura crime ambiental na Invasão Monte Horebe em Manaus

    Além dos crimes ambientais, a Polícia Civil apura o envolvimento de criminosos em delitos no local. A invasão já estaria nos limites da Reserva Ducke com derrubada de árvores centenárias e queimadas irregulares

    Ação Policial na Invasão Monte Horebe em Manaus
    Ação Policial na Invasão Monte Horebe em Manaus | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Uma ação policial integrada, realizada na tarde desta quarta-feira (25) apurou crimes ambientais praticados na área conhecida como invasão Monte Horebe, atrás do conjunto Viver Melhor, na zona norte de Manaus. O trabalho foi desenvolvido pela Polícia Civil, Polícia Militar e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

    Coordenada pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), a ação contou com a participação do Grupo Fera e Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil, além do Batalhão Ambiental e da 26ª Companhia Interativa Comunitária, da Polícia Militar. 

    Investigação 

    "Temos uma investigação em curso sobre crimes naquela área e hoje recebemos uma denúncia de que a invasão estava adentrando nos limites da Reserva Florestal Adolpho Ducke. Com o apoio do Ipaam, fomos ao local apurar a extensão do dano e tentar identificar a autoria", explicou a titular da Dema, delegada Carla Biaggi. 

    No local, foi constatada uma série de crimes ambientais, como desmatamento e queimadas recentes, destruição de Áreas de Preservação Permanente e construção em local não edificável. As ações foram denunciadas em reportagem no Portal EM TEMPO na última terça-feira (24). 

    "Vários crimes foram cometidos na localidade. Hoje, o técnico do Ipaam fez um sobrevoo de drone para, a partir do georreferenciamento, confirmar se a reserva já foi atingida. Vamos aguardar o relatório para dar continuidade às investigações", afirmou a delegada.

    Além dos crimes ambientais, a Polícia Civil apura o envolvimento de criminosos em outros delitos.

    "Temos informação de que há uma liderança de organização criminosa que atua em homicídios e tráfico de drogas. Isso está sendo investigado junto com o Departamento de Repressão ao Crime Organizado", disse Biaggi.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Alex Costa/ TV Em Tempo