Fonte: OpenWeather

    golpes


    Em Manaus, polícia procura rapaz envolvido em esquema criminoso

    Anderson Carlos Oliveira Teles é investigado por golpes durante compra e venda de carros realizadas na concessionária de veículos

    O jovem era sócio em um esquema criminoso de compra e venda de carros em Manaus
    O jovem era sócio em um esquema criminoso de compra e venda de carros em Manaus | Foto: Divulgação/Polícia Civil do Amazonas

    O delegado Demetrius Queiroz, adjunto da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem de Anderson Carlos Oliveira Teles, 24, investigado por ser o mentor do esquema criminoso que consistia na aplicação de golpes durante compra e venda de carros realizadas na concessionária de veículos, onde ele era sócio. Mais de 24 vítimas formalizaram Boletins de Ocorrência (BOs) na especializada.

    De acordo com a autoridade policial, Anderson agia em conjunto com os comparsas, Glenn Azrak Benitah, 22, e Rinaldo Rabelo de Castro, 47, respectivamente, sócio e funcionário da concessionária de veículos, já presos pelas equipes da Derfd. Segundo o delegado, os golpes consistiam em financiamentos fraudulentos em nomes de terceiros, sem o conhecimento destes.

    “A loja de veículos recebeu vários carros de clientes para que fossem vendidos, mas, após realizarem as transações comerciais, os infratores não repassavam os valores para as vítimas. Em seguida, a concessionária fechou e os indivíduos não indicaram o paradeiro dos automóveis aos verdadeiros proprietários. Representei à Justiça, o pedido de prisão preventiva em nome do trio e a ordem judicial foi expedida no dia 16 de setembro deste ano, pela juíza Suzi Irlanda Granja da Silva, da 2ª Vara Criminal”, explicou Queiroz.

    Disque-Denúncia

    Quem puder colaborar com informações sobre a localização de Anderson, entrar em contato com a equipe da Derfd por meio do número: (92) 99148-5290, o disque-denúncia da delegacia, ou, ainda, por meio do número 181, canal de delações da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu.

    *Com informações da assessoria