Fonte: OpenWeather

    Preso por aliciamento


    Vídeo: homem recrutava jovens do AM para casas de massagens em SP

    Israel foi preso suspeito de tráfico de pessoas para a exploração sexual

    Três adolescentes foram interceptadas no aeroporto preste a viajar para SP
    Três adolescentes foram interceptadas no aeroporto preste a viajar para SP | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - Israel de Souza Melo, de 25 anos, foi apresentado, na manhã desta quinta-feira (10), no prédio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), pelo crime de tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual comercial.

    Segundo a polícia, o homem estava coordenando a viagem de trazer adolescentes para trabalhar em casa noturna de entretenimento adulto, no Estado de São Paulo. 

    O homem foi preso após denúncia anônima, na madrugada desta quinta-feira (10), por volta das 2h50, na rua 2, comunidade Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. As adolescentes, sendo duas de 16 anos e outra de 17 anos, foram resgatadas pela equipe da Depca, momentos antes de embarcarem em um voo no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Oeste da capital. 

    De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, as vítimas viajaram com a promessa de ganhar dinheiro fácil e casar com homem rico. Israel alegou que agiu pela primeira vez, e que ganharia R$ 200 pelo serviço. 

    "No último sábado (5), a equipe da Depca recebeu denúncia anômima de que uma adolescente estava sendo aliciada para trabalhar em uma casa de massagem, no estado de São Paulo. Iniciamos as investigações e identificamos compras de passagens em nome da adolescente, em um voo nesta madrugada com escala em Brasília e destino final em São Paulo. Além da adolescente, outras duas menores de idade também estavam com a mesma reserva. As adolescentes estavam sozinhas na fila de embarque. Elas foram levadas com a promessa de ganhar dinheiro e casar com homem rico", disse. 

    A autoridade policial ressaltou que as investigações irão continuar, já que outras remessas foram enviadas para outros Estados. 

    "Há indícios que, além de São Paulo, também Bahia e Maranhão estão na rota do tráfico de pessoas e na rede de exploração sexual. Israel escolhia as vítimas pelas redes sociais Facebook e Instagram", explicou. 

    Israel foi autuado em flagrante por tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual comercial. Ao término dos procedimentos cabíveis na Depca, ele será encaminhado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, na Zona Sul da capital.

    Assista á reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Tarcísio Layme/ TV Em Tempo