Fonte: OpenWeather

    Coari


    Vídeo: 48h após viatura atropelar cachorro, PM-AM mantém silêncio

    O atropelamento foi filmado por câmeras de segurança e mostram o condutor do veículo, um servidor público, seguindo trajeto sem prestar socorro. Dona do animal diz ter sido intimidada e presa em uma cela da unidade policial de Coari com outros homens

    Atropelamento do cachorro foi registrado em vídeo | Foto: Reprodução
    Animal ficou agonizando na via | Autor: Reprodução
     

    Coari - O titular da Delegacia Interativa de Coari (município 362 km de Manaus), delegado Barradas Junior, afirmou, neste domingo (13), que, diante da apuração por telefone com servidores da unidade policial, não houve a confirmação de que a estudante Carlessandra Chaves, de 23 anos, teria ficado presa em uma cela com outros homens na unidade policial daquele município.

    O delegado, no entanto, ressalta que na segunda-feira (14) estará na unidade para apurar a denúncia. A estudante denunciou, ontem (12), ter recebido voz de prisão na última sexta (11) depois de confrontar policiais, que estavam na viatura que atropelou um de seus cachorros naquele município.  

    “Existem câmeras de vídeo na entrada das celas, e se ficar comprovado que ela realmente ficou junto na cela com outros homens os responsáveis irão responder criminalmente. Agora, se ficar demonstrado que ela faltou com a verdade, responderá por denunciação caluniosa”, disse o delegado, ressaltando que existem celas só para mulheres na delegacia do município.

    Ao Portal Em Tempo, Carlessandra afirmou que foi levada na viatura pelos policiais e foi intimidada durante o percurso. Na delegacia, foi registrada denúncia contra a estudante. “Fiquei presa junto com outros homens na cela, foi muito humilhante. Saí só duas horas depois na companhia de um advogado”, relatou a jovem.

    Desde a tarde do último sábado, a reportagem solicita uma nota da assessoria de comunicação da Polícia Militar do Amazonas sobre o episódio, mas até a publicação desta nova matéria não há respostas. No último contato, por volta das 15h de hoje, a equipe do setor de comunicação alegou falta de internet nos computadores como a principal justificativa de ainda não ter esclarecido o fato. 

    Entenda o caso

    Na última sexta (11), por volta das 17h, uma viatura desceu uma ladeira de ré em alta velocidade e atropelou um cachorro que estava na rua. O episódio foi registrado em vídeo. Nas imagens, é possível ver Carlessandra sinalizando para o veículo desacelerar, mas o motorista prossegue e passa por cima do animal, que fica agonizando na via. 

    Carlessandra informou ao Em Tempo que, junto com o advogado, comparecerá, na segunda-feira (14), na unidade policial, onde o caso está sendo apurado. O delegado Barradas afirmou que, no caso do atropelamento, não existe dano culposo e só é possível entrar com ação civil de danos morais e materiais.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem da TV Em Tempo | Autor: Alex Costa/ TV Em Tempo