Fonte: OpenWeather

    Luto


    Familiares dão último adeus a dono de joalheria baleado em assalto

    Antônio estava internado em estado grave e morre nove dias após internação

    O velório aconteceu na Funerária Gurgel, no Santo Antônio
    O velório aconteceu na Funerária Gurgel, no Santo Antônio | Foto: Lucas Alves


    Manaus - Sob lágrimas e gritos de revolta, familiares e amigos do dono de uma joalheria de Manaus, que morreu após passar nove dias internado, participaram do velório dele na tarde deste domingo (1). O corpo de Antônio Aberonilton Nogueira Lima, conhecido como “Loiro”, foi velado na Funerária Gurgel, localizada na Rua Presidente Kennedy, bairro Santo Antônio, Zona Oeste de Manaus.

    “Queremos justiça. É revoltante como você trabalha tanto para ter um sustento e vem esses criminosos que nos roubam tudo e tiram até a nossa vida”, disse um amigo próximo a família.

    Antônio morreu nove dias após ter sido baleado por um casal de suspeitos durante assalto no estabelecimento dele, no Coroado, no último dia 22 de novembro. Na ocasião, um dos criminosos foi morto ao trocar tiros com policiais. Marcos Vinicius Alves Vasconcelos, de 22 anos, foi alvejado por tiro no tórax. Uma mulher, que teria sido a autora do disparo, ainda continua foragida.

    Antônio levou tiros na cabeça e no braço. foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Pronto-Socorro João Lúcio, onde passou por uma traqueostomia e foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na unidade hospitalar, porém não resistiu aos ferimentos e morreu na noite deste sábado (30).