Fonte: OpenWeather

    Crime


    Homem que ajudou na fuga de assassinos de PM se entrega à polícia

    O sargento da PM Ronaldo Ferreira foi morto a tiros na Zona Sul de Manaus

    Fernando afirmou ainda após o crime ter levado os dois comparsas a um local seguro | Foto: Divulgação

    Manaus - Fernando Nalberto da Encarnação, de 18 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (3), por volta das 8h, em cumprimento a mandado de prisão preventiva por envolvimento no latrocínio do sargento Ronaldo Ferreira Correia Pinto da Polícia Militar (PM) aposentado, ocorrido no dia 19 de dezembro deste ano, na Feira do Morrinho, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. 

    O delegado Aldeney Goes, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), informou ao Em Tempo que Fernando se apresentou espontaneamente acompanhado de um advogado na especializada.

    "Ele veio para ser ouvido, mas como já tinha o mandado de prisão preventiva expedido em nome dele, nós demos cumprimento. Em depoimento, Fernando confessou que era o homem que aparecia nas imagens dirigindo a motocicleta que deu fuga a dupla que entrou na feira para assaltar o PM", disse o delegado.

    Conforme Goes, Fernando afirmou ainda que, após o crime, levou os dois comparsas a um local seguro onde eles desceram da moto e entraram em um carro conduzido por um motorista de aplicativo.

    Após os procedimentos cabíveis na Derfd, Fernando foi levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, Zona Sul de Manaus. 

    Relembre o caso

    O sargento da PM Ronaldo Ferreira Correia Pinto, que tinha 61 anos, foi morto a tiros na manhã do dia 19 de dezembro de 2019, após um assalto na Feira do Morrinho, bairro Japiim. 

    Na ação criminosa, Fernando e dois comparsas chegaram na motocicleta, modelo Honda Fan 125, de placa OAK-3654, abordaram a vítima, levaram a arma e o mataram.

    Outras quatro pessoas já foram presas pelo envolvimento no crime, são elas: Alessandro Peres da Silva, Charles da Silva Farias , Dennis Neves dos Santos e Dane Márcio Gonçalves da Gama.