Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Corpo de mulher achado em caixa d'água segue sem identificação no IML

    O corpo da mulher foi encontrado dentro de uma caixa d'água que abastece uma vila de casas na Zona Leste de Manaus

    O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios
    O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - O corpo da mulher encontrado, na noite de segunda-feira (6), dentro de uma caixa d’água de uma vila, situada na rua Cacau Pirêra, bairro São José 1, na Zona Leste de Manaus, segue sem identificação no Instituto Médico Legal (IML).

    Conforme informações do IML, a vítima é de cor parda, de idade entre 20 a 25 anos. Ela possui uma tatuagem com o nome “Geisiane” nas costas, além de uma flor vermelha e uma borboleta na coxa. Até a manhã desta terça-feira (7), a causa da morte ainda não tinha sido identificada. “Morte de causa indeterminada. Aguardando resultado de exames”, diz o registro do IML.

    Conforme a polícia, a mulher seria acompanhante de um dos moradores da vila, que não foi localizado e é apontado como o principal suspeito do crime. 

    Testemunhas relataram à polícia que a vítima e o suspeito costumavam consumir entorpecentes no local.

    A vítima estaria morta há pelo menos dois dias. O corpo foi escondido dentro da caixa d'água, no primeiro andar, que era usada para abastecer as quitinetes do prédio. 

    "Os moradores sentiram um forte odor e localizaram o corpo no local. A caixa d'água estava tampada e o corpo estava de bruços. A água está muito suja de sangue, totalmente contaminada", informou plantonista Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Fabio Silva.