Fonte: OpenWeather

    Tentativa de Homicídio


    Em Manaus, mulher é denunciada por esfaquear amiga do amante

    A jovem de 24 anos conversava com o vizinho em um lanche, quando foi surpreendida com facadas nas costas. Um dos golpes perfurou um dos pulmões. Apesar de sobreviver, ela está em estado grave em um hospital na capital e a agressora desapareceu

    A vítima foi atingida por três facadas | Foto: Divulgação

    A vítima foi atingida por três facadas
    A vítima foi atingida por três facadas | Foto: Divulgação

    Manaus – Uma mulher, identificada como Luciane N.S., foi denunciada à Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) por tentar matar a facadas uma jovem de 24 anos, na madrugada do último domingo (5), por volta de 1h30, no conjunto Viver Melhor 3, bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

    O ataque, segundo a família da vítima, foi motivado por ciúmes por parte de Luciane pelo fato do amante dela ser amigo da vítima.

    A mulher denunciada como autora da tentativa de homicídio estaria vivendo um relacionamento extra-conjugal.

    Até a tarde desta terça-feira (7), após 48 horas do crime, a imagem da agressora ainda não foi divulgada pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). A família também aguarda a ida de um perito do Instituto Médico Legal (IML), no hospital, onde a vítima está internada, para que seja realizado um exame de corpo de delito. 

    A cantora Rosana Andrade, mãe da vítima, contou ao Em Tempo que filha pegava ônibus junto com o amante de Luciane para voltar do trabalho e, desde então, ao saber da aproximação dos dois, a mulher passou a ameaçar a vítima por um aplicativo de mensagens instantâneas.

    A tentativa de homicídio

    Conforme Rosana, no dia do crime, a filha desceu para o térreo do prédio onde mora, para lanchar sozinha. Na ocasião, encontrou o amante de Luciane, que também é vizinho dela, e  ficaram conversando enquanto aguardavam o lanche.

    “Quando a mulher chegou, e viu os dois juntos, desferiu três facadas na minha filha - que foi defendida pelo amante da agressora. Ele ainda usou umas cadeiradas para conter a mulher, pois também foi ameaçado por ela. Minha filha saiu correndo ensanguentada após ser esfaqueada três vezes nas costas. Um dos golpes perfurou o pulmão. Logo após o crime, a agressora [Luciane] fugiu e a minha filha foi socorrida pelo rapaz, que a conduziu para uma unidade hospitalar”, contou a artista musical. 

    Fuga

    Para a reportagem, Rosana disse que, após o crime, acompanhou os policiais militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), durante buscas por Luciane - que não foi localizada até a publicação desta matéria.

    “Formalizamos, inicialmente, o Boletim de Ocorrência (BO) no 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Depois, fomos encaminhados para o 26° DIP. Senti que a polícia não deu muito crédito ao caso, pois apenas me pediram para que eu aguardasse uma decisão judicial”, relatou a mulher.

    Conforme Rosana, a filha esfaqueada está em estado grave em uma unidade hospitalar da capital. Por medo de que Luciane vá até o hospital tentar o pior, a família preferiu que o nome do lugar não fosse divulgado.

    A cantora usou as redes sociais para noticiar o caso e cobrar mais celeridade da polícia nas investigações. Confira o post clicando aqui!

    Ameaça

    A família da jovem diz estar recebendo ameaças anônimas. A suspeita é de que o conteúdo esteja sendo enviado e compartilhado pela autora do crime, como apoio de pessoas próximas, como amigos e até familiares.

    A mãe da paciente informou que a agressora é moradora da rua Jericó, no bairro Novo Aleixo, também na Zona Norte de Manaus. Mas, no imóvel, está apenas o marido da suspeita e a filha.

    “Ela é casada e, no entanto, tinha caso com o rapaz que trabalhava junto com ela em um supermercado no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus”, disse.

    O homem, que seria pivô do crime, teria se separado de Luciene após crime. Segundo a família da vítima esfaqueada, ele está auxiliando no que pode, inclusive colaborando com as investigações e fornecendo depoimento como testemunha do crime à polícia. “Queremos que essa mulher seja presa e punida pelo crime. Só queremos Justiça”, clamou a mãe.

    Exames

    Pelo fato de a vítima estar internada, a mãe relatou ter ido na última segunda-feira (6) até o prédio do IML, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus, solicitar a ida de um perito do órgão até a unidade hospitalar, em que a filha esfaqueada está internada, para a realização do exame de corpo de delito.

    No órgão, Rosana conta que foi informada de que, no momento, não há um profissional disponível para tal atividade e que só seria possível realizar o procedimento na semana que vem. O fato foi noticiado ao Portal Em Tempo nesta terça (7).

    Procedimentos

    | Foto: Divulgação

    O Em tempo questionou a PC-AM sobre o andamento das investigações. Em resposta, a assessoria de imprensa da do órgão confirmou o recebimento da denúncia de tentativa de homicídio tendo como autora Luciane N.S.

    Apesar disso, a instituição preferiu não se pronunciar a respeito dos procedimentos que serão adotados a respeito de caso e nem se houve um pedido de mandado de prisão encaminhado à Justiça em nome da agressora, que segue sumida. 

    A reportagem também questionou a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) sobre o motivo de nenhum perito ter sido enviado à unidade hospitalar em que a vítima está internada. Porém, até o momento, não houve respostas.