Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Funcionário de engenheira é preso por suspeita de autoria do crime

    A vítima foi encontrada com um cordão envolta do pescoço, dentro de um carro no estacionamento do HPS 28 de Agosto

    Andréia foi encontrada dentro do carro pelos próprios familiares
    Andréia foi encontrada dentro do carro pelos próprios familiares | Foto: Divulgação

    Manaus – Nesta quinta-feira (9), a polícia prendeu Jeferson Borges de Souza, de 34 anos, suspeito de ser o assassino da engenheira Andréia Defavari Vasconcelos, de 46 anos, encontrada morta na final da tarde do último sábado (4), dentro de um carro no estacionamento do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus. O homem seria funcionário da vítima.

    O delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), confirmou a prisão e informou que no momento não poderá passar mais detalhes, pois as equipes policiais continuam em diligência.

    Conforme informações Em Tempo teve acesso, o mandado de prisão em nome de Jeferson é temporário e foi expedido ontem pelo juiz George Hamilton Lins Barroso, do Tribunal de Justiça do Amazonas. 

    Relembre o caso

    Andréia foi encontrada dentro de um veículo modelo Honda Civic, de cor prata e placas JXS-6773, no estacionamento do 28 de Agosto. O corpo estava com uma espécie de "cordão" enrolado no pescoço. 

    Segundo familiares, a mulher estava desaparecida desde a tarde da última sexta-feira (3). Foi a própria família que conseguiu localizar a engenheira, por meio do rastreador de celular.

    As investigações, inicialmente, estavam em torno do caso de morte natural ou um possível suicídio, mas foi descartada após análise do corpo e do cordão encontrado no pescoço da engenheira. 

    Quatro mortes

    Em menos de uma semana, quatro mulheres foram encontradas mortas em Manaus. Dois casos aconteceram na Zona Leste, um na Zona Oeste da cidade e outro na Zona Centro-Sul. O que mais chama a atenção nas mortes são as formas do descarte do corpo. Uma mulher foi encontrada em uma caixa d'água, outra duas foram encontradas em áreas de difícil acesso com marcas de tortura e uma foi encontrada dentro de um carro com sinais de estrangulamento. 

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista à reportagem | Autor: Luiz Rodrigues/ Em Tempo