Fonte: OpenWeather

    Crime


    Piratas dos rios usavam lancha com inscrição da Polícia Civil em Coari

    As vítimas viam uma lancha da Polícia Civil e acabavam parando para os homens armados, acreditando se tratar de uma operação de rotina

    A lancha estava escondida e era usada em crimes
    A lancha estava escondida e era usada em crimes | Foto: Divulgação


    Manaus - Após receberem denúncias anônimas, a polícia conseguiu apreender uma lancha com a inscrição da Polícia Civil, que era usada por criminosos que atuam como Piratas dos Rios em Coari. Segundo a polícia, a embarcação era usada para abordar outros barcos e depois levava os objetos roubados das vítimas. A apreensão ocorreu na manhã desta quinta-feira (9).

    As vítimas viam uma lancha da Polícia Civil e acabavam parando para os homens armados, acreditando se tratar de uma operação de rotina. Após terem acesso à embarcação, eles anunciavam o assalto. Esse tipo de crime é comum nos rios da Amazônia.

    A lancha estava escondida no Lago da Comunidade Santa Maria do Poção, no rio Copéa. Os policiais militares foram até o local e localizaram a embarcação, de cor verde e preta, equipada com motor Yamaha 250 HP. Foram feitas buscas nas adjacências, porém nada foi encontrado. A lancha estava escondida em uma mata de igapó de difícil acesso.

    Segundo o tenente-coronel Pedro Moreira, comandante do 5° BPM/COARI, os líderes da quadrilha são da cidade de Coari, mas as ações da quadrilha são realizadas em áreas do Rio Japurá e do alto Rio Solimões. O foco principal dos criminosos era atacar traficantes que descem o rio com cargas de drogas. Entretanto, eles também praticam roubos em flutuantes nas margens dos rios, principalmente, com o objetivo de roubar combustíveis e alimentos.

    Em setembro de 2018, na mesma região, as polícias, em ação conjunta, conseguiram apreender outra lancha com as mesmas inscrições. Ela também era utilizada durante a prática criminosa realizada por "Piratas dos rios".