Fonte: OpenWeather

    Assassinato


    "Tínhamos planos para 2020", diz amigo de dançarino morto a tiros

    Flávio Soares foi assassinado com um tiro na nuca, após parar em um posto de combustível, no Aleixo

    Dançarino foi morto na madrugada de sábado (11)
    Dançarino foi morto na madrugada de sábado (11) | Foto: Divulgação

    Manaus - Colegas artistas, ex-alunos e familiares lamentam a perda do dançarino e personal trainer Flávio Soares, 54, morto na madrugada deste sábado (11). O crime aconteceu em um posto de gasolina na rua Belo Horizonte, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus. Flávio foi cercado por um carro de placa e modelo não identificados, e em seguida assassinado com um tiro na nuca.

    O corpo será enterrado no cemitério São João Batista, nesta segunda-feira (13), às 10h. 

    “Comecei a fazer teatro na década de 80 e foi quando conheci o Flávio. Ele tinha habilidades de bailarino e nossa amizade surgiu nesse período. Fizemos muitos trabalhos juntos”, comenta o ator e produtor cultural Kid Mahall. 

    Kid mahall, ator, produtor cultural e jornalista
    Kid mahall, ator, produtor cultural e jornalista | Foto: Divulgação

    O artista lembra o último trabalho realizado em conjunto com o dançarino e comenta os planos para 2020, agora interrompidos. “Nos reencontramos em 2019 por ocasião das festas juninas. Fui convidado para fazer a direção cênica da quadrilha Brotinho de Petrópolis e o Flávio era o coreógrafo. Depois do sucesso do trabalho, agora dia 5 de janeiro fomos convidados para um almoço, onde planejávamos repetir a parceria em 2020”, diz Kid Mahall.

    Segundo familiares de Flávio, ele não tinha passagem pela polícia, nem envolvimento com o crime, ou ameças de morte. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    “ Ainda não acredito, meu tio [Flávio], que fizeram isso com o senhor. Mas uma coisa eu sei, a justiça de Deus não falha”, escreveu Dennys Martins, sobrinho de Flávio, em uma rede social. A postagem foi acompanhada pela hashtag #Justiça.

    Em nota de pesar divulgada neste sábado (11), o Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região manifestou suas condolências pela morte do dançarino e personal trainer. “Os nossos sinceros sentimentos às famílias e amigos”, constou no texto. No mesmo dia, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC) também divulgou nota de falecimento.