Fonte: OpenWeather

    Tentativa de Homicídio


    Médico, pré-candidato a prefeito de Tabatinga, é baleado na cabeça

    Rogelio Alonso Campuzano foi atingido com dois tiros na noite desse domingo (12)

    Rogelio foi candidato a deputado estadual de Tabatinga em 2018 | Foto: Reprodução

    Tabatinga - O médico colombiano Rogelio Alonso Campuzano Cachaya, de 44 anos, foi baleado na cabeça e no ombro na noite desse domingo (12) ao sair da clínica onde trabalha, localizada na rua Oswaldo Cruz, no Centro do município de Tabatinga (distante 1.106 quilômetros de Manaus). Rogelio, pré-candidato à prefeitura, estava com a namorada, quando, por volta das 22h, foi surpreendido com os tiros.

    Conforme a delegada Mary Anne Trovão, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tabatinga, o autor da tentativa de homicídio ainda não foi identificado.

    "Os tiros atingiram a cabeça e o ombro da vítima, que foi socorrida e levada para o hospital da cidade. A titular da DIP informou que após tomar conhecimento da ocorrência, as equipes policiais iniciaram diligências com intuito de identificar e prender o criminoso", informou a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) em nota.

    Ainda de acordo com a nota, o Departamento de Polícia do Interior (DPI) da instituição designou uma equipe policial, composta por um delegado, investigadores e escrivão, para acompanhar as investigações em torno do caso. "A equipe policial seguiu para Tabatinga na manhã desta segunda-feira (13)", destacou a PC-AM.

    O médico Rogelio Alonso recebeu os primeiros cuidados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Celina Villacrez Ruiz e posteriormente foi transferido para o Hospital de Guarnição do Exército de Tabatinga. O profissional teve ferimentos leves na cabeça (tiros de raspão) e no ombro, está consciente e orientado, passou por uma tomografia ainda na noite de domingo (12) e já recebeu alta médica na manhã desta segunda-feira (13).

    Ameaça de morte

    Rogelio foi candidato a deputado estadual em 2018 pelo Partido da Mobilização Nacional do Amazonas (PMN-AM). O ex-candidato recebeu o total de 17.157 votos, porém não foi eleito.

    Segundo rumores de pessoas próximas, Rogelio estava sendo ameaçado de morte. O médico foi a única liderança política de Tabatinga a apoiar o atual governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima.